terça-feira, 17 de março de 2009

Para Evangelizar "Vale-Tudo"?

Em resposta ao título desta matéria o "Bispo" evangélico Leandro Miglioli de 33 anos, da Igreja Apostólica Renascer em Cristo diria que sim, que para evangelizar os jovens vale tudo. E neste caso estamos falando de vale-tudo mesmo, pois um ringue foi armado no altar de sua Igreja em Barueri - SP, onde lutadores competiam no primeiro campeonato gospel de luta-livre. No intervalo das lutas o "Bispo" anunciava para os jovens os horários de culto. Tal procedimento se justifica segundo o altor desta bizarra idéia pelo fato de que é uma meneira de se chamar as pessoas para a igreja.
Cremos que tais instituições poderiam ostentar em seus letreiros algo como "Sociedade de Marketing", mas jamais o titulo de Igrejas, pois essas são locais de adoração a Deus. No etanto os gritos de "quem dá mais por fulano!" sobressaem ao nome de Jesus, o dinheiro das apostas ultrapassam as 30 moedas pelas quais o Cristo foi vendido segundo a crença cristã. E como novos Judas este antro pérfico de falsos religiosos se alastra como uma metástase.
Pergunto a você amigo leitor, o que você acha que Jesus pensaria de tudo isso se estivesse aqui em corpo entre nós? O que de semelhante tem tal procedimento com os ensinamentos do Messias tais como oferecer a outra face ou não fazer ao outro o que não gostaria que fosse feito a você? Desapareceu há muito por trás dos valores de dinheiro arrecadados por tais instituições.
Chegamos a conclusão que infelizmente no cristianismo protestante atual infelizmente vale-tudo.

Um comentário:

  1. Parabéns ao Islam por lutar pela consciência da moral na humanidade!
    Parabéns ao caro amigo Omar Israfil, moslem, que mostra ao ocidente a verdade do que leva isto que se passa no ocidente à humanidade. Bem como ele diz: outro tipo de cruzada, "cruzada moderna"!
    A meus irmãos judeus: não se esqueçam jamais que além das carnificinas até chegarem os cruzados a Jerusalém, efetuadas em cada comunidade judaica, tiveram o "cuidado" de degolar em público em Jerusalém 129.000 judeus!

    rabino J. de Oliveira

    ResponderExcluir