terça-feira, 9 de junho de 2009

O Modismo Acima da Razão


Quantos de nós até alguns poucos meses atrás ouviamos afirmações tais como: "muçulmanos e árabes são terroristas", "ou de árabes e muçulmanos não vem nada que preste"? Bem, o fato é que isso se deu principalmente pela lavagem cerebral feita pelo Sr. Gorge W. Bush, o pior presidente de toda a história dos Estados Unidos da América - E.U.A. Ganacioso e de temperamento belicoso, Bush foi sem sombra de dúvidas o novo Hitler do século XXI.

A consequencia de suas ações podem ser sentidas por nós muçulmanos até os dias de hoje ao andarmos pelas ruas aqui no Rio de Janeiro e como relatado por outros irmãos, em outros países também.

Porém embora a difamação dos árabes e muçulmanos tenha tomado esta grandiosa proporção não é difícil vermos por todo o mundo as vezes das formas mais ridículas pessoas tentando seguir a moda árabe, tais como mulheres usando kafia, um traje tipicamente masculino; ou como um homem no Brasil que pratica dança do ventre, uma dança de origem egípcia exclusiva para mulheres.

Com o discurso do atual presidente Barack Obama na universidade do Cairo no Egito para um enorme público muçulmano já pude notar porém a mudança de pensamento de algumas pessoas altamente preconceituosas, já comçarem a nos olhar de maneira menos fria e distante, e passarem a nos tratar como seres humanos, e não mais como predadores do gênero humano. Porém ficam as perguntas: Será que estamos exercitando o nosso discernimento ou estamos nos deixando levar ao sabor do vento deixando que outros pensem e escolham por nós? Porém se os padrões sociais que se hoje em dia fora do meio islâmico, repleto de milícias, tráfico, sensualidade desmedida, crianças grávidas, proliferação do HIV, crises econômicas e etc. nos satisfaz, então não temos nada o que fazer a não ser comemorarmos o avnço da "civilização". Porém se cremos que tudo isso não é o melhor para nós, devemos parar e analizar se não estamos renunciando pouco a pouco a nossa condição de seres humanos e vivendo na condição de animal doméstico guiado pela cabeça dos poderosos, dizendo o que devemos vestirou usar, ou falar ou fazer. O modismo sempre esteve presente desde que há o consumismo, mas nunca deve sobrepujar a razão como vem ocorrendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário