sexta-feira, 17 de julho de 2009

Islam X Terrorismo



Hoje pela manhã fui supreendido ao ligar a TV com uma reportagem que falava a respeito de duas bombas que explodiram em dois hotéis na Indonésia. Segundo os jornalistas este atentado causado por homens bomba foi provavelmente causado por um grupo radical islâmico. Se não bastasse o repórteres salientam que a Indonésia é o país de maior população muçulmana. Como se Islam e terrorismo fossem sinônimos.
Acontece que já há algumas semanas a Koréa do Norte tem feito testes com armas nucleares e misseis, mesmo a revelia de outros países tais como os Estados Unidos. Tal atitude poderia ser classificada dentro dos moldes da ONU, E.U.A. e outros como terrorista, no entanto pelo fato do governo koreano não ser islâmico, o mesmo pode ser denominado de antiético, rebelde ou qualquer outro termo. Todavia jamais terrorista, pois esse segundo a sacra e absoluta mídia brasileira é exclusivo para o Islam. Como intitular então outro governo, nação ou religião com este adjetivo tão pejorativo? Podemos perceber desta forma que a imparcialidade que todo jornalista supostamente deveria ter, é deixada de lado em nome do preconceito, da hegemonia e das parcialidades de certas emissoras ou redes de comunicação. Cabe cada um utilizar seu poder de discernimento, não deixando que a TV ou o rádio pense por nós. Não aguentamos mais sermos sinônimos de homens bomba, terroristas e tantas outras coisas mais sinistras, enquanto o próprio Rio de Janeiro que não possui nenhum muçulmano em seu governo sofre com a segurança pública por exemplo com traficantes circulando livremente pela rua com fuzís, metralhadoras, granadas e etc. Ditando os mesmos ainda o toque de recolher que temos que seguir sem qualquer protexto. E os homens que compactuam com isso, nossos governantes do que podemos chamá-los? Não seriam eles os verdadeiros terroristas em nosso país e estado? Pense nisso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário