terça-feira, 11 de agosto de 2009

É Proibido Fumar! Diz o Aviso Que Eu Li

Depois de várias décadas com o Brasil sustendando-se com os impostos oriundos do cigarro e do tabaco em geral, os governos de São Paulo e do Rio de Janeiro estão declarando guerra contra este mal.

Desde que foi lançada em São Paulo a campanha e a lei que proibe o fumo em locais fechados a polêmica tem reinado soberana. Há sempre aqueles que defendem a todo o custo o seu direito de suicídio gradual. O problema maior é que como já descoberto pela ciência, um fumante passivo, pelo simples fato de estar ao lado de um ativo tem sua vida a longo prazo de 7% a 10% diminuída.

Nós muçulmanos como em geral achamos esta lei louvável, até porque em um estado islâmico estas substâncias estariam proibidas, pois não fazem mal somente ao indivíduo mais à coletividade. Pode-se dizer porém que em países de maioria muçulmana tais bebidas são vendidas livremente. O fato deve-se como já falamos em outros artigos ao governo aos moldes seculares e não pela jurisprudência islâmica.
Talvez você possa dizer que já conheceu algum muçulmano que bebe socialmente ou que fuma. O fato é que não temos o direito de dizer que este ou aquele irmão não é muçulmano. Porém não está agindo de acordo com o Alcorão e o ensinamento do Profeta Muhammad (S.A.A.S.).

Também uma campanha de lei seca no trânsito tem educado a população. É certo que se tornou uma indústria de multas, porém se minimizou consideravelmente o número de acidentes em vias públicas. No entanto cremos que não basta apenas se proibir a bebida no trânsito, uma vez que esta tem sido a causa de diversos males tais como a violência doméstica contra as mulheres, o suicídio e o homicídio.
Se formos em uma delegacia de polícia, nos espantaremos com a assombrosa estatística de quantas são as mulheres agredidas por seus esposos ao voltarem para casa embrigados. Todavia esta não é uma estatística real, já que a maioria tem medo de denunciar seu conjuge e permanecem em silêncio.
Chegamos então a conclusão que tais providências urgem serem tomadas, não somente como um ato de saúde pública, mas no caso da bebida como de segurança pública.
Já referente aos cigarros é mais comum do que se pensa incêndios provocados por guimbas de cigarro. Sem contar a degradação do meio ambiente, uma vez que o filtro dos mesmos não se decompõem. Por isso seja mais humano, cuide dos outros e de si mesmo. A nossa saúde é o maior bem que temos. Não beba! Não Fume! Seu corpo agradece.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Vamos Dominar o Mundo...

Toda a América Latina tem acompanhado estupefata a proposta feita pelos Estados Unidos ao Presidente da Comlombia Álvaro Uribe de se instalar 7 bases militares em seu país. A desculpa? Acabar com o narcotráfico. Semelhante as mesmas dadas por George W. Bush quando invadiu o Iraque sob o pretexto de extirpar o terrorismo. Ou deveríamos dizer o petróleo? Não... é melhor fingirmos que o governo americano de bases iluministas (ou deveríamos dizer obscurantistas?) tem sempre um ideal altruísta.

Longe do populismo de Barack Obama e seus discursos diplomáticos como na Universidade do Cairo vemos a sede de poder americano se espalhar pouco a pouco, porém desta vez mais discretamente. Enquanto discursos corteses são feitos, o poder da bandeira estrelada, com o branco da paz que se deseja no mundo e com o vermelho de tanto sangue inocente derramado em nome de poder excuso vem se alastrando.

No entanto com uma síndrome que mais parece se assemelhar ao comportamento da dupla de desenho animado Pink e Cérebro, o presidente colombiano Álvaro Uribe se passando pelo pateta rato que obedece a tudo o que seu mentor Cérebro ordena tenta convencer os outros países com um discurso fraco e repetitivo para fabricar mais Pinks mundo a fora.

No entanto o belicoso Hugo Chávez não precisava de mais nada para começar a sua brincadeira irresponsável e inconsequente passando-se pelo grande ditador e soltar nas ruas seus tanques e soldados como se estivesse brincando com um jogo de tabuleiro. Por isso não se tardou em se pronunciar sobre a possibilidade de uma guerra. Para este pobre coitado o grito do rei espanhol ainda deveria ecoar em seus ouvidos: Por qué no te callas?!

Já o Brasil como sempre parcial a tudo aguarda em cima do muro uma decisão. Talvez aguardando o que os demais países falarão para que então o nosso "intelectual" presidente possa se pronunciar.

Uma questão porém nos vem a mente: Por que tanto interesse em acabar com o narcotráfico na América do Sul se os maiores prejudicados são os próprios países da América do Sul? Um simples ato de generosidade? Não cremos. Como também não cremos que algo de tal porte possa ser simplesmente uma preocupação caridosa dos Estados Unidos.

Outra pergunta que não quer calar é: Por que aviões para grandes distâncias nesta base se o objetivo desta suposta missão seria apenas para se atuar na Colômbia? Porém segundo os americanos estes aviões teriam autonomia para voar desde o país sul americano até o E.U.A..

Numa atitude contraditória o atrapalhando presidente Pink colombiano, ou melhor, Álvaro Uribe continua a sua via crucis de país em país pedindo a opinião alheia. Mas quando questionado diz que a decisão colombiana é soberana e que isso já está decidido. Alguém quer uma marionete aí? Álvaro Uribe aceita propostas.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Para Que Serve o Governo Brasileiro?

Você já parou para se perguntar para que serve o Governo Brasileiro? Então imagine você que se preocupa tanto para pagar suas contas em dia, que se "imprensa" para não ficar inadimplente com água, luz e telefone por exemplo, que tem que pagar a escola de seu filho e ainda assim não consegue dar um conforto esperado à sua família, que você na verdade não sustenta apenas mais uma família, mas várias, que viajam de jatinho particular, ganham salários milionários sem trabalhar, constroem castelos, se alimentam das mais caras iguarias que você sequer sonhou ver diante de seus olhos e em sua mesa, andam de carros caríssimos e tudo isso às suas custas. Este é o peso que carregamos em nossas costas diariamente.

Nosso governo paternalista que prefere dar o peixe através de um bolsa família como uma espécie de cala boca à uma população conformista que se mantém passiva diante de parasitas que ofendem nossos idosos com títulos pejorativos, como o de vagabundos ditos pelo ex Presidente da República Fernando Henrique Cardoso e que alimenta as gordas contas bancárias em paraísos fiscais tais como a do Senhor Maluf e que arca com as consequências dos fétidos atos secretos do Sr. José Sarney, que ainda que por mais aparente que seja para todos o seu mau caráter e sua pérfida conduta ainda faz questão de representar em um tenebroso teatro apresentando-se como vítima. Será ele a vítima ou serão todos os brasileiros que estão fartos de sustentar verdadeiros parasitas, vermes sangue-sugas que vivem no luxo através da miséria alheia? Que mantém o Brasil como um país de terceiro mundo podendo através dos recursos naturais de nossas terras e dos impostos absurdos que pagamos a todo momento torná-lo um país de primeiro mundo. Impostos estes que no exato momento em que este artigo é escrito segundo o impostômetro somam desde 01/01/2009 até hoje a quantia de R$ 607.444.500.000,00.

Porém o que podemos fazer? Seremos eternos reféns nas mãos desses bandidos de colarinho branco que ousam chamarem-se de políticos? Só depende de nós. Se nas eleições anularmos o nosso precioso voto não o vendendo por qualquer preço conseguiremos dar a resposta a estes fanfarrões.

Quanto aos evidentes escândalos do senado como o verdadeiro "barraco" que ocorreu esta semana nos questionamos qual a utilidade desta corja? Para que serve um bando de vagabundos vivendo às nossas custas? Por este motivo resolvemos aderir e divulgar não somente a Campanha Fora Sarney, mas também a campanha sobre o fim do Senado. Participe você também. Não espere sentado passivamente reclamando para que as coisas mudem. Seja você o agente da mudança.

Os 25 Nomes Mais Originais de Igrejas Evangélicas

Você acha que já viu de tudo no meio evangélico? Pois então o "A Nova Cruzada" preparou para você os 25 nomes mais originais e cômicos dados à Igrejas. Aconselhamos caso você tenha algum problema cardiáco a não ler este artigo ou se estiver em algum local em que seja necessário o silêncio tais como hospital, escritório ou outros, pois os nomes abaixo certamente o farão rir. Quiça gargalhar. O que mas no chama a atençãoé que esses nomes realmente existem em tais instituições.
Prepare-se...:

  1. Igreja Evangélica Muçulmana Javé é Pai
  2. Igreja Evangélica Espírita Nacional
  3. Igreja Esotérica Cristã
  4. Igreja da Serpente de Moisés que Engoliu as Outras
  5. Igreja pentecostal Cuspe de Cristo
  6. Igreja Pentecostal Jesus vem, você fica
  7. Assembléia de Deus Terraço da Fé
  8. Igreja Evangélica Batista Barranco Sagrado
  9. Igreja Evangélica Florzinha de Jesus
  10. Igreja Cristo é Show
  11. Igreja Evangélica Ligação Direta com o Paraíso
  12. Igreja Evangélica de Abominação à Vida Torta
  13. Igreja Assembléia de Deus do Papagaio Santo que Ora a Bíblia
  14. Bola de Neve Church
  15. Associação Evangélica Fiel Até de Baixo d'Água
  16. Congregação Anti-Blasfêmias
  17. Igreja Bailarinas da Valsa Divina
  18. Igreja Congregacional Exigimos a Graça de Deus
  19. Igreja Batista Pronto-Socorro das Almas
  20. Congregação Cristã dos Fiéis Vencedores Salvos da Macumba
  21. Igreja Assembléia de Deus Botas de Fogo Ardentes e Chamuscantes
  22. Igreja Evangélica Bazuca Celestial
  23. Igreja Evangélica Pentecostal Coluna de Deus
  24. Igreja das Botijas de Deus
  25. Assembléia de Deus Ministério Porta Estreita

Como Abrir uma Igreja Evangélica


A cada dia que passa um grande mercado vem crescendo no Brasil: as igrejas evangélicas. E ao contrário do que se pensa não é necessário muita coisa para fundá-las, motivo pelo qual só no Rio de Janeiro na década de 90 segundo pesquisa do ISER (Instituro Superior de Estudo da Religião) a conclusão foi de que a cada semana surgem 5 novas igrejas. Ou seja, se levarmos em conta que os dias úteis da semana são 5, podemos dizer que surge uma nova igreja por dia em terras cariocas e fluminsenses.

Obviamente não nos referimos aqui as igrejas tradicionais como por exemplo a Luterana, Batista, Metodista e Presbiteriana. Embora hoje em dia hajam algumas tentaivas de se inovar utilizando-se por pura estratégia de marketing tais nomes e assim se modifica a doutrina. Como por exemplo o fato da Igreja Metodista hoje já ter sua versão pentecostal, que entra em desacordo com sua doutrina primitiva.

Hoje é possível se encontrar denominações evangélicas para todos os gostos tais como surfistas, fanqueiros, analfabetos, letrados e tantos outros.

Quanto a preparação do pastor isso é o que menos importa pois já existem cursos para formação de pastores a distância por internet ou correspondência em apenas 6 meses. Isso quando o pastor sabe ler, pois espantosamente existem igrejas principalmente na periferia e nos grandes subúrbios do país em que o líder religioso é semi-analfabeto.

Como então se montar uma igreja:



  1. Arrume a garagem de sua casa ou da de algum amigo. Coloque nela algumas cadeiras.


  2. Compre parcelado um amplificador, afinal de contas o volume máximo acima dos decibéis permitidos pela lei deve ser a marca registrada da mesma para poder se chamar os novos fiéis.


  3. Pegue títulos alheios até mesmo as denominações cristãs e se auto-intitule Bispo, ou Pastor ou Presbítero de sua igreja. Caso questionem sua sucessão, diga que recebeu por inspiração divina este título em uma noite que estava orando em um morro qualquer. Porém denomine-o de monte. Fica mais poético e bíblico.


  4. Por falar em bíblico, tenha uma Bíblia velha em mãos. Não precisa ter estudado toda ela, pois a aparência da mesma dará a entender as pessoas que você é um estudioso das escrituras.


  5. Prometa milagres que não poderão ser comprovados pela lei. Assim ninguém poderá te processar.


  6. Estipule os 10% do dízimo que deverão ser pagos em mãos ou na sua conta bancária e que o mesmo será para Jesus, mas o mesmo não poderá ser doado a nenhuma família carente ou instituição de caridade, pois senão o seu dinheiro não será abençoado e você não receberá mais a benção de Deus.

  7. Esqueça as doutrinas bíblicas. Crie a sua própria doutrina. Quanto mais rigorosa, mas as pessoas irão querer te seguir pois o verão como um discípulo direto de Jesus tal como Paulo de Tarso se dizia ser.

  8. Após isso seja criativo e escolha um nome bem chamativo e original. Não se esqueça por mais humilde que seja o estabelecimento, colocar algo bem pomposo após o nome como por exemplo: Sede Mundial.


  9. Se após tudo isso sua igreja começou a aumentar o número de fiéis e o rendimento, falta agora oficializá-la: junte 8 pessoas, faz-se a reunião para se lavrar a ata de fundação, elabora-se o estatuto para registrá-lo em cartório e depois é só dar entrada no CNPJ.

Bons Negócios e uma feliz e lucrativa vida sem a necessidade de um trabalho formal.

É interessante notarmos que antigamente usávamos a expressão "uma ingreja em cada esquina". No entanto hoje em dia é comum vermos até 6 igrejas em um mesmo quarterão. Infelizmente constatamos que o famoso jeitinho brasileiro chegou também a fé. Há inclusive os que irônicamente dizem: "Se Jesus é o caminho a igreja é o pedágio".

O que achamos irônico é que pessoas de tais denominações ainda num ato unfanistas se arrogam de serem juizes dos demais membros de outras religiões dizendo quem vai ou não para o inferno. No entanto se os mesmos lessem seus próprios livros veriam que está escrito nele que apenas Deus é o juiz.

Temos notado em certas pesquisas também que a maioria dos pastores fundadores de tais igrejas são desempregados e com isso buscam uma oportunidade de negócios, e para isso como exposto acima não são necessários grandes conhecimentos, basta apenas saber mexer com o emocional alheio de um povo já tão desesperado e necessitado que crê no primeiro charlatão que se apresentar como tábua de salvação.

domingo, 2 de agosto de 2009

Mesquita do Rio de Janeiro Realiza Projeto de Incentivo à Leitura

A Sociedade Beneficente Muçulmana do Rio de Janeiro - SBMRJ realizou nos dias 30 e 31 de julho passados a Campanha de Incentivo à Leitura que ocorreu na Praça Saens Peña na Zona Norte e também na Rua Uruguaiana no Centro do Rio de Janeiro.

Nesta campanha foram feitas distribuições de livros islâmicos para divulgar e esclarecer esta religião tão desconhecida pelas massas devido a contra-informação que a mídia veicula contra os muçulmanos.

Apesar de em ambos os dias o clima estar chuvoso o projeto foi um sucesso e contou com a presença de diversos muçulmanos e principalmente das muçulmanas que trabalharam ativamente neste projeto, desmistificando a falsa imagem de que a mulher no Islam deva ser alienada da sociedade e das atividades da Mesquita.
Dentre os livros com maior saída e que tiveram a preferência popular estavam: "Jesus, um Profeta do Islam" e "A Mulher no Islam".

Ao contrário do que se pense o povo foi bem receptivo quanto ao projeto e tiveram a oportunidade de tirar dúvidas diretamente os próprios muçulmanos locais, e com isso formarem um conceito próprio do Islam.

O projeto contou ainda com a colaboração de uma organização egípcia de caráter mundial empenhada na divulgação da religião. O sucesso do Projeto foi tão grande que pensa-se em repeti-lo no próximo ano. Foi também um incentivo para que outras comunidades islâmicas do Brasil também passem a aderir tal projeto.

A Table Dawa como fico conhecida no meio islâmico serviu também como uma forma de integração social onde pessoas das mais diversas classses sociais, credos e cultura, estudantes e aposentados, jovens e idosos dialogaram de forma cordial com todos os participantes da mesma. Porém a imprensa de emissoras de TV mais tendenciosas que haviam sido comunicadas sobre o evento não compareceram. Uma prova de que não há interesse em que se divulgue tais atos benéficos à sociedade.

A Nova Cruzada Ganha Comunidade no Orkut


Desde o ano de 2008 defendendo o Islam e os muçulmanos o nosso blog "A Nova Cruzada" a pedido de diversos leitores ganha agora comunidade no site de relacionamentos Orkut. Através dele você poderá conhecer os nosso leitores, trocar idéias, sugerir pautas, dar sua opinião sobre alguma matéria e ter uma maior interatividade conosco.
A comunidade criada em 30 de julho de 2009 está aberta para os mais diversos assuntos. Dentre eles: política, religião, saúde, cultura e muito mais.
Servirá também como direito de resposta e manifestação de nosso protesto contra as injustiças cometidas pela mídia em geral.
O endereço da comunidade está logo abaixo, porém se desejar pode acessar pela figura ao lado. A url da comunidade porém é:




Venha, participe, você é nosso convidado especial. Dê suas idéias. Para nós é muito importante saber o que você pensa.

Preconceito e Desinformação Super Interessante

Depois da reportagem sobre o livro "A Jóia de Medina" escrita pelo jornalista Francisco Alves Filho da revista Isto É em que o mesmo insulta o Islam, assim como o Profeta Muhammad (S.A.W.S.) e sua esposa Aisha (R.A.A.) faltando com qualquer ética profissional. Desta vez pesquisando sobre a pauta que elaboramos sobre o Califado Universal encontramos um artigo da revista Super Interessante escrito por Dagomir Marquzi que segue a mesma linha de seu colega.

Em seu artigo intitulado: "E se o Brasil fosse conquistado pelos fundamentalistas islâmicos?" Dagomir faz as mais torpes, irônicas e tolas comparações. Dentre elas o mesmo especula sobre uma suposta conquista das terras Brasileiras por Bin Laden em que o mesmo se tornaria um Califa Universal.
Ora, nada evidencia mais a malícia e a falta de informação deste jornalista quanto tal artigo. Se o mesmo buscasse pesquisar de forma imparcial tal como um profissional da área o deve fazer, saberia que Bin Laden de forma alguma tem o apoio de sequer 1% dos muçulmanos do planeta. Logo seria impossível que ele se tornasse um Califa. Se isso não bastasse, para que haja um Califado é necessária uma Shura. Ou seja, um conselho de homens de conduta ilibada e caráter irrepreensível. Isto posto, se torna evidente que seria inviável um Califado governado por Bin Laden e seus comparsas, até mesmo porque se deve ter o apoio popular ao Califa, o que já dissemos que falta para quem o sr. Dagomir pretende fazer ser um candidato a tal cargo.

Segundo Dagomir (que se encontra na foto acima) que demonstra um extremo preconceito sobre o Islam e os muçulmanos assim como desconhecimento sobre as práticas religiosas e sociais do sistema de Califado. De acordo com ele as mulheres devem valer menos que cabras.
Temos percebido de forma tão torpe e covarde a nossa mídia tem tentado nos impor as inverdades preconceituosas que jornalistas que sequer deveriam circular pelo mercado de trabalho por burlarem a ética e a lei em nome da liberdade de expressão tais como Dagomir Marquezi e Francisco Alves Filho. Nos perguntamos se diante de tais "profissionais" anti-éticos devemos ser passivos e apenas lermos suas matérias que tem a pretenção não de informar ou levar a cultura ao povo, mas de torná-lo cada vez mais desinformado, menos politizado ajudando assim a um sistema governamental em que a corrupção cresce e a educação diminui, de modo que assim possamos deixar o país nas mãos de pessoas imorais como eles próprios.
A parcialidade das mídias atuais no país nos faz questionar por exemplo a se realmente o diploma na vida de um jornalista faz alguma diferença, uma vez que muitos diplomados têm falado e escrito tantas asneiras como as que temos acompanhado.
Em seu artigo Dagomir diz que a música seria proíbida como se isso fosse algo completamente aceito no Islam e pelos muçulmanos e como se isso devesse ser imposto aos não muçulmanos também. Ocorre porém que os ahadice (plural de hadice, que quer dizer dito, segundo a tardição do Profeta Muhammad S.A.W.S.) que falam sobre a proibição da música são completamente fracos e carecem de base.
Fico me perguntando qual o parâmetro social que tais jornalistas têm para poderem fazer uma comparação entre o nosso sistema social do ocidente com o sistema de califado que sequer existe atualmente mesmo nos países de maioria muçulmana.


Em um slogan da revista diz: "Quem lê a Super enxerga o mundo de maneira diferente". Cremos que de fato se as pessoas começarem a enxergar o mundo desta forma em breve estaremos revivendo os moldes nazistas, diatoriais ou numa nova Ku Klux Klan espalhando o preconceito, o racismo e a intolerância por todo o país.


Está certo que este artigo foi escrito há tempos mas sempre é tempo de nos defendermos quando somos atacados. O artigo que gerou esta matéria encontra-se em: http://super.abril.com.br/superarquivo/2001/conteudo_209172.shtml


O que podemos fazer então contra esta onda islamofóbica? O mesmo que fizemos com a revista Isto é. Vejamos:
Boicote:


Como todo muçulmano devemos seguir a lei do país em que estamos e de forma pacífica de acordo com o agravo a que fomos sujeitados. Por isso faça o seguinte:
  1. Escreva um e-mail para: superleitor.abril@atleitor.com.br aos cuidados de Adriana Meneghello. Envie uma cópia para info@wamy.org.br . Esta não é uma campanha odicial da Wamy, porém como a mesma luta no combate a islamofobia creio que seja de interesse para a mesma.
  2. Evite entrar no site da revista pois é dessa forma que os mesmos ganham dinheiro com seus anunciantes.
  3. Não comprem a revista Super Interessante nas bancas.
  4. Desaconselhem aos seus amigos e parentes a leitura da mesma como um veículo de desinformação e desserviço publico como um meio para banir a cultura brasileira.