terça-feira, 11 de agosto de 2009

É Proibido Fumar! Diz o Aviso Que Eu Li

Depois de várias décadas com o Brasil sustendando-se com os impostos oriundos do cigarro e do tabaco em geral, os governos de São Paulo e do Rio de Janeiro estão declarando guerra contra este mal.

Desde que foi lançada em São Paulo a campanha e a lei que proibe o fumo em locais fechados a polêmica tem reinado soberana. Há sempre aqueles que defendem a todo o custo o seu direito de suicídio gradual. O problema maior é que como já descoberto pela ciência, um fumante passivo, pelo simples fato de estar ao lado de um ativo tem sua vida a longo prazo de 7% a 10% diminuída.

Nós muçulmanos como em geral achamos esta lei louvável, até porque em um estado islâmico estas substâncias estariam proibidas, pois não fazem mal somente ao indivíduo mais à coletividade. Pode-se dizer porém que em países de maioria muçulmana tais bebidas são vendidas livremente. O fato deve-se como já falamos em outros artigos ao governo aos moldes seculares e não pela jurisprudência islâmica.
Talvez você possa dizer que já conheceu algum muçulmano que bebe socialmente ou que fuma. O fato é que não temos o direito de dizer que este ou aquele irmão não é muçulmano. Porém não está agindo de acordo com o Alcorão e o ensinamento do Profeta Muhammad (S.A.A.S.).

Também uma campanha de lei seca no trânsito tem educado a população. É certo que se tornou uma indústria de multas, porém se minimizou consideravelmente o número de acidentes em vias públicas. No entanto cremos que não basta apenas se proibir a bebida no trânsito, uma vez que esta tem sido a causa de diversos males tais como a violência doméstica contra as mulheres, o suicídio e o homicídio.
Se formos em uma delegacia de polícia, nos espantaremos com a assombrosa estatística de quantas são as mulheres agredidas por seus esposos ao voltarem para casa embrigados. Todavia esta não é uma estatística real, já que a maioria tem medo de denunciar seu conjuge e permanecem em silêncio.
Chegamos então a conclusão que tais providências urgem serem tomadas, não somente como um ato de saúde pública, mas no caso da bebida como de segurança pública.
Já referente aos cigarros é mais comum do que se pensa incêndios provocados por guimbas de cigarro. Sem contar a degradação do meio ambiente, uma vez que o filtro dos mesmos não se decompõem. Por isso seja mais humano, cuide dos outros e de si mesmo. A nossa saúde é o maior bem que temos. Não beba! Não Fume! Seu corpo agradece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário