quarta-feira, 12 de maio de 2010

Inimigos da Paz

Quem olhar a primeira vista, verá no Brasil uma terra em que todas as diferenças se misturam em harmonia e convivem pacificamente, sem preconceitos, sem conflitos entre esses grupos tão heterogêneos. Porém esta é apenas a superfície de algo muito distante da realidade. Infelizmente o Brasil ainda é uma terra jovem que ainda não sabe nesses pouco mais de 500 anos, conviver com o que não lhe for convencional. Estamos atrasados não só em tecnologia. Na mentalidade e em nossa cultura também.
Na verdade o Brasil é uma terra de licenciosidade e altamente preconceituosa, e toda vez que algo é feito para mudar este quadro, ou "a emenda fica pior que o soneto" ou então vem a repressão daqueles que estão satisfeitos com o sistema de impunidade que impera atualmente.

Esta semana fomos informados pela mídia sobre as ameaças de morte recebidas pelo Professor Ivanir dos Santos, que já sofreu um atentado, tendo seu carro alvejado por balas, e que agora o mesmo solicitava proteção policial. Professor Ivanei luta pela defesa dos direitos humanos já há anos, e foi um dos idealizadores e agentes para viabilizar a Comissão de Intolerância religiosa.

Ficamos nos perguntando ao vermos tais notícias, sobre que interesse alguém teria para tentar parar este trabalho. Chegamos a conclusão que durante toda a história, sempre houve os "inimigos da verdade" travestidos de "sacerdotes ou homens de Deus". Assim aconteceu com os Profetas que foram perseguidos, com líderes políticos justos, com cientistas que descobriam algo benéfico para a humanidade, e assim ocorrerá até o dia do Juízo Final. Mas por quê? Simples. Porque enquanto houver gente manipulada por uma "elite", esta mesma elite poderá manter seus privilégios e continuará a ser servida pela massa que jamais questionará seus líderes religiosos e políticos.
O Islam não possui clero, porém respeita as religiões que o têm tal como o Cristianismo e o Judaísmo. Porém há algumas instituições dentro dessas duas classes que se aproveitam de sua estrutura, para com isso tirarem proveito próprio de sua posição. Quem nunca ouviu a frase: "Ah... mas meu pastor não deixa!". Bem,a pergunta é: "Seu líder religioso tem que deixar ou não deixar algo, ou o papel dele é apenas o de conscientizar você do certo e errado, e então sim, você fazer uso do livre arbítrio que foi um direito dado por Deus a você? Atualmente certas igrejas controlam toda a vida do indivíduo, e o mesmo torna-se um escravo psicológico de seus pastores. Obviamente excetua-se aqui instituições sérias como: Igreja Luterana, Batista, Adventista, Metodista. Porém infelizmente as instituições de má fé, que visam apenas o dinheiro de seus "clientes", ou melhor fiéis, vem se proliferando, e são elas as grandes responsáveis por todas essas atrocidades e ataques contra tudo que for diferente.
Infelizmente tem se tornado "normal" ataques no Brasil a candomblecistas, umbandistas, muçulmanos e etc. Mas o que nos anima é saber que a luta constra a intolerância religiosa está ganhando força a cada dia, a ponto da Delegacia Contra a Intolerância Religiosa já receber pelo menos uma denúncia por dia. O fato é que não ficaremos parados frente às injustiças sofridas não só pelos muçulmanos, mas por todo religioso, seja qual for a sua opção espiritual. O Brasil insha'Allah (se Deus quiser) será uma Pátria livre!

domingo, 9 de maio de 2010

Dia das Mães: Um Acontecimento Diário

No mundo ocidental convencionou-se comemorar o dia das mães no segundo domingo de maio de todos os anos. Porém para o muçulmano, todos os dias é o dia desta mulher tão especial que nos carrega no ventre entre dores e desconfortos por nove meses. Depois renuncia o seu próprio bem-estar em troca do nosso. Ela é o maior exemplo de renúncia e misericórdia. Ela é uma presente de Allah em nossas vidas. E em um hadice (dito) do Profeta Muhammad (S.A.A.S.) relatado por Al Bukhari o Mensageiro de Deus disse: "O Paraíso repousa aos pés de vossas mães".

Allah (Deus) no Sagrado Alcorão diz: "O decreto de teu Senhor é que não adoreis senão a Ele; que sejais indulgentes com vossos pais, mesmo que a velhice alcance um deles ou ambos, em vossa companhia; não os reproveis, nem os rejeiteis; outrosim, dirigi-lhes palavras honrosas". (Sagrado Alcorão 17:23). Deus o Altíssimo disse mais: "E recomendamos ao homem benevolência para com os seus pais. Sua mãe o suporta, entre dores e dores, e sua desmama é aos dois anos. (E lhe dizemos): Agradece a Mim e aos teus pais, porque o retorno será a Mim". (Sagrado Alcorão 31:14).

Conta também certo hadice (dito) que um homem chegou ao Profeta Muhammad (S.A.A.S.) e perguntou: "Óh Mensageiro de Deus! Quem, dentre as pessoas, é a mais merecedora de minha companhia? O Profeta (S.A.A.S.) respondeu: 'Tua mãe'. O homem questionou novamente: 'E depois?' O Mensageiro de Deus (S.A.A.S.) disse: 'Tua mãe'. O homem ainda insatisfeito inquiriu mais uma vez: 'E depois?'. O Profeta Muhammad (S.A.A.S.) repetiu: 'A tua mãe'. Por fim o homem indagou: 'E depois?' O Profeta disse: 'Teu pai'. Através destes excertos podemos notar a grande honra que tem a mulher no Islam, e em especial as mães. Por este motivo todo dia é dia das mães para os muçulmanos. Porém como vivemos em um país ocidental, nós do A Nova Cruzada, gostaríamos de homenagear com esta postagem a todas as mães do mundo, sejam elas muçulmanas, judias, cristãs ou de qualquer outra religião.

Mãe, é através de você que ficamos conhecendo a Deus, é através de você que passamos a entender o amor imenso do Criador por nós, pois seus olhos e carinho refletem o amor de Allah por nós. Mãe, por mais que possamos fazer, sempre estaremos em débito para contigo, pois você é sempre generosa para conosco, e muitas vezes somos ingratos ou incompreensivos, e ainda assim somos amados, e és capaz de dar a sua própria vida por nós se necessário for. Parabéns hoje e sempre pela enorme graça de ser mãe e expressamos aqui o nosso agradecimento a Allah pela grande benção que é termos mãe.

sexta-feira, 7 de maio de 2010

Intolerância Religiosa no Rio Não Fica Impune

Esta semana tivemos a grata surpresa ao assistirmos na TV Record do Rio de Janeiro no telejornal "RJ no Ar", o caso em que um delegado de polícia aposentado foi preso e enquadrado no "Crime de Intolerância Religiosa". Para aqueles que achavam que a lei era apenas mero volume em meio a tantas outras leis, puderam constatar que estão redondamente enganados, e que esta de fato funciona. Intolerância Religiosa é crime inafiansável que pode dar de 1 a 3 anos de prisão em regime fechado. O Sr. Raul Oliveira Dias Alves descobriu a aplicabilidade da lei em sua forma mais severa.

O crime ocorreu quando uma muçulmana entrou em uma padaria no bairro Recreio dos Bandeirantes e o referido criminoso que mostrava sinais de embriaguez iniciou um verdadeiro escândalo, chamando a atenção de todos os clientes do estabelecimento, que incomodados chamaram a polícia.

Tal fato deixa claro para tais pessoas que as suas "brincadeiras inocentes" podem sim dar cadeia, e que a mulher muçulmana nada tem de oprimida, é ativa na sociedade e conhece os seus direitos e deveres para com ela.