sábado, 31 de julho de 2010

Ordem dos Templários na Atualidade Perde Princípios Morais e Difama o Islam

É bastante conhecido no Ocidente há séculos o quão nobre deve ser o caráter de um cavaleiro. Desde a idade média sempre foi preconizado que a palavra de um cavaleiro sempre deveria refletir a verdade. Tal preceito é a coluna central da Cavalaria.
É sabido por todos também que no período medieval os cruzados invadiram a Palestina e luataram com os muçulmanos a fim de tomar suas terras e bens. Porém encontraram a resistência dos muçulmanos que ali estavam. Os cavaleiros que deveriam manter tão nobres ideais estupravam mulheres casadas e virgens, depredavam aldeias e todo tipo sórdido de atos. Por este moitvo no ano de 1118 foi fundada a Ordem dos Pobres Cavaleios de Cristo do Templo de Salomão. Mas conhecidos popularmente como "Cavaleiros Templários". Estes, embora mantivessem os mesmos princípios interesseiros da Igreja, não combatiam para si próprios, mas à serviço da Igreja. Isso foi expresso inclusive em sua divisa que dizia: "Non Nobis Domine, Non Nobis, Sed Nomine Tuo da Gloriam", ou "Não Por Nós Senhor, Não Por Nós, Mas Para a Glória do Seu Nome", frase encontrada no primeiro versículo do Salmo 115.

Embora estivessem servindo a interesses excusos da Igreja o intuito inicial dos mesmos era servir a Deus através da Igreja a qual eles achavam que era a Sua instituição na Terra. Por isso faziam os votos monacais de obediência, pobreza e castidade característicos do Cristianismo. Todavia em meio ao combate com os muçulmanos acabaram fazendo até mesmo amizade dentre estes, com os quais aprenderam coisas que influenciaram profundamente o ocidente, como por exemplo a arte da construção, que mais tarde influenciou a Arquitetura Gótica das catedrais com seus arcos, muito semelhantes à algumas mesquitas, e também as capelas octogonais, referindo-se às 8 portas do paraíso como ensinadas no Islam.
Talvez agora você possa perguntar: Mas por que tantas explicações em relação ao caráter dos cavaleiros? A explicação é que esta mesma Ordem dos Templários, que no dias atuais é conhecida por Ordem Soberana e Militar do Templo de Jerusalém - OSMTJ perdeu em muito os seus princípios morais. Vejamos porque:
  1. A Ordem se torna hipócrita quando exige respeito à fé critã e em seu site chama os muçulmanos de radicais como pode ser visto clicando aqui. De acordo com a Ordem ainda a mesma como não poderia ser diferente associa erroneamente o Islam com o terrorismo. Porém o que nos espanta é que esta sempre foi uma Ordem que desde o período medieval sempre manteve laços com os muçulmanos.
  2. Ou a Ordem ou o Vaticano como lhe é comum distorce os ensinamentos Islâmicos aos afirmar "Para os muçulmanos, como se explica na carta Uma Palavra Comum, o amor é uma força transcendente e imperecível, que guia e transforma o respeito humano mútuo. Este amor, como nos ensina o Santo e amado Profeta Muhammad, procede do amor pelo Deus uno e trino. Um hadith mostra que a compaixão amorosa de Deus pela humanidade é maior inclusive que de uma mãe pelo seu filho". A deturpação das palavras dos muçulmanos se encontra no trecho acima em negrito, pois diferente dos cristãos, um muçulmano jamais, em tempo algum veria Deus com aspecto trino, mas apenas uno.
Vemos com isso que mesmo aqueles que enchem suas bocas e inflam seus peitos para falarem do amor a Deus da piedade cristã esquecem pois de um dos maiores mandamentos do Messias que diz: "Não julgueis, pois, para não serdes julgados; porque com o juízo que julgardes os outros, sereis julgados; e com a medida com que medirdes, vos medirão também a vós. Porque observas o cisco no olho do teu irmão, e não prestas atenção à trave que está em seu próprio olho? Ou, como podes dizer ao teu irmão: 'Deixa-me tirar o cisco do teu olho', quando tu mesmo tens uma trave no teu? Hipócrita, tira primeiro a trave do teu próprio olho, e então enxergarásbem para tirar o cisco do olho do teu irmão". (Mt. 7:1-5). Vejamos porém que o Cristianismo ainda hoje nada tem de pacifista e tolerante:
Neste vídeo podemos ver a guerra que acontece até hoje entre Protestantes e Católicos na Irlanda do Norte. Não seria isso terrorismo? Como então acusar os muçulmanos de uma forma geral de terroristas se o "telhado" de nossos acusadores "é de vidro"? Tempos bons aqueles em que um cavaleiro era o sinal de alguém íntegro e que só abria a boca para falar a verdade e não para difamar. Porém tentamos entender, uma vez que o desespero começa a bater quando vemos o mundo dia pós dia se tornando muçulmano devido a falta de exemplos e doutrinas coerentes dentro de certas instituições.

Um comentário:

  1. Verdadeiramente, esta Instituição que se autodenomina "Ordem dos Templários" nada mais é do que pura enganação. E a Ordem antiga foi o Braço Assassino da Igreja que perseguiu à todos que buscavam Liberdade.

    Parabéns pelo Blog. Não sou muçulmano, mas tenho um grande amigo que se converteu e é um exemplo de conduta e respeito. Voltarei mais vezes.

    ResponderExcluir