segunda-feira, 30 de agosto de 2010

As Máscaras Caem e Israel Mostra Sua Cara

Jerusalém, o Rabino Sionista Ovadia Yosef afirmou em seu sermão no sábado passado que o povo palestino deveria "desaparecer do mundo".
A declaração de Ovadia ocorreu em um período muito delicado, poucos dias antes do encontro do Premier de Israel Benjamin Netanyahu com o Presidente da Autoridade Palestina Mahmoud Abbas, que ocorrerá na próxima quinta-feira, onde supostamente retomarão as negociações para o acordo de paz.
Ovadia disse ainda: "Que todas essas pessoas sórdidas que odeiam Israel, como Abu Mazen (como Abbas é conhecido), desapareçam deste mundo". O Rabino continuou: "Possa Deus atingir com a praga todos os horríveis palestinos que perseguem Israel".
"O negociador-chefe dos palestinos, Saeb Erekat, condenou as palavras do rabino, afirmando que elas eram "um incitamento ao genocídio". "Yosef está literalmente convocando um genocídio contra os palestinos e parece não haver resposta do governo israelense", disse Erekat".
Gostaria agora que você leitor, comparasse as palavras de Ovadia com as de seu Mestre Adolf Hitler e visse se há alguma diferença:

"Assim que eu realmente estiver no poder, minha primeira e mais importante tarefa será a aniquilação dos judeus. Tão logo eu tenha o poder de fazer isso, eu terei forcas construídas em fileiras - na Marienplatz em Munique, por exemplo, tantas quantas o tráfego permitir. Então os judeus serão enforcados indiscriminadamente, e eles continuarão pendurados até federem; eles ficarão pendurados lá tanto tempo quanto os princípios da higiene permitirem. Assim que eles tiverem sido desamarrados, o próximo lote será enforcado, e assim por diante da mesma maneira, até que o último judeu em Munique tiver sido exterminado. Outras cidades farão o mesmo, precisamente dessa maneira, até que toda a Alemanha tenha sido completamente limpa de judeus'" (Adolf Hitler).

O fato leitor é que o ódio sionista diferente do que muitos pensam não é dirigido apenas a muçulmanos e palestinos, mas a qualquer um que se torne um entrave em seu caminho.
Gostaria de ressaltar inclusive que durante todo o tempo me refiro a Ovadia como Rabino Sionista, e não como Rabino Judeu, pois não quero com essa matéria de forma alguma ofender aos seguidores do Livro (Torah) e fiéis ao Deus Único. Até mesmo porque Judaísmo e Sionismo são antagônicos como poderão ver na explicação deste Rabino Judeu, e por consequência Antisionista:


Talvez depois de tudo isso você agora possa estar pensando que tal ódio é dirigido apenas contra muçulmanos e palestinos. Porém não se surpreendam a ver o vídeo abaixo onde Rabinos Ortodoxos, verdadeiros judeus, fiéis a Torah e tementes aos Deus Único sendo espancados por supostos judeus (sionistas):


Felizmente dia após dia a bela máscara de filantropo e espiritualista do Estado Sionista de Israel tem caído e mostrado o seu verdadeiro rosto putrefacto e fétido, onde o ódio é sua bandeira e o Dinheiro e o poder são os deuses a serem adorados. Um estado onde a divisa: "Ouve ó Israel, o Senhor Teu Deus é o Único Senhor" tem sido enxovalhada.

domingo, 29 de agosto de 2010

Opressão Islâmica ou Manipulação Midiática?

23 de Agosto de 2010, no Rio de Janeiro o Jornal Destak, em sua coluna Web em Destak anunciou um clip produzido por dois irmãos iranianos em exílio no Canadá. Este vídeo é a versão da música "Another Brick in the Wall" do grupo de Rock "Pink Floyd". Em sua nova roupagem ela passa a se chamar "Hey, Ayatollah, Leave Those Kids Alone". Uma crítica ao Ayatollah e as mulheres tidas como "oprimidas" pelo líder religioso.
Assista ao clip:


A matéria desta coluna está intitulada como: "Hit do Pink Floyd Contra Opressão Islâmica".
Bem, algumas coisas que talvez a maioria do povo desconheça é que o Ayatollah é líder apenas dos Shiias (ou Shiitas como são mais conhecidos), que possuem clero, o que originalmente no Islam não existe. Logo Sunnis (ou Sunitas) que é a maioria esmagadora de muçulmanos no mundo, não estão sob o comando de tal líder, e sequer reconhecem sua autoridade infalível como querem fazer crer aos mais incautos. Logo classificar qualquer ato reprovável do mesmo como uma "opressão Islâmica" é no mínimo falta de bom senso.
Já quanto aos irmãos que gravaram o clip protestando contra as "mulheres injustiçadas", esqueceram de esclarecer no seu clip que tais mulheres são as adúlteras que são punidas juntamente com seus amantes à pena de morte. Também estão inclusas nesta classe as ladras, que terão suas mãos cortadas, porém os homens também recebem a mesma punição. Diga-se de passagem que a punição por apedrejamento em relação ao adultério está inclusive na Bíblia Cristã e na Torah Judaica.
Porém para aqueles que não cansam de chamar o Islam de terrorismo, violento e brutal, separamos um vídeo que mostra como o Islam realmente é contra a idéia de qualquer pessoa que queira se passar por muçulmano para cometer tais tipos de barbaridades, distorcendo inclusive o Sagrado Alcorão.


Lembramos que você tem duas opções: Ou se deixar manipular pela mídia tendenciosa concedendo a ela o papel que seu cérebro deveria desempenhar, ou pensar por si mesmo e investigar a veracidade de tais informações.
Inclusive é por isso que o Islam tem crescido tanto. Porque independente da contrainformação que é passada pela mídia e por alguns pseudo-religiosos de má fé, as pessoas têm buscado saber mais a respeito, e se surpreendem quando descobrem que estavam sendo enganadas todo esse tempo. Com isso percebem o que realmente é o Islam, sua justiça, seus benefícios, o incentivo à paz que ele ensina, e então depois de tudo isso, estas mesmas pessoas que atacavam sem qualquer conhecimento, apenas por serem manipuladas, se tornam muçulmanas.

sábado, 28 de agosto de 2010

Hitler e o Nazismo Estão Vivos!


No dia de ontem eu e minha esposa assistimos um filme chamado "O Menino do Pijama Listrado". Ele aborda o dilema de um menino, filho de um comandante nazista que se torna amigo de um outro menino judeu, que vive no campo de concentração. Porém esta amizade vai até as ultimas consequências.
Este filme acabou nos levando a uma reflexão muito atual a qual resolvemos compartilhar com você.
Atualmente se alguém negar o holocausto judeu ou mesmo disser que não morreram os tais seis milhões, é processado, cerceado e mais uma série de outras coisas. Nós aqui não temos esta intenção. Mas nos questionamos por que o mesmo não acontece quando o assunto são os palestinos? Hipocrisia... pura hipocrisia.
Os horrores da guerra foram os mesmos. Porém não sabemos se por vingança ou porque aprenderam bem com seu professor Adolf Hitler, mas o fato é que os Sionistas estão repetindo a História.
No filme já citado o governo alemão mostrava para o mundo o campo de concentração como um grande "campo de recreação", distorcendo assim a realidade para que tivesse apoio. Exatamente como Israel vem fazendo desde a década de 40 do século passado. Porém gradativamente a humanidade vem percebendo as atrocidades cometidas em nome de poder e dinheiro.
É óbvio que os Sionistas sempre tentarão se passar por judeus para vestirem a capa de vítima, porém foram os próprios responsáveis juntamente com Hitler pelo genocídio de tantos judeus verdadeiros. E com esses que foram queimados, ou mortos em câmaras de gás ou nos campo de concentração pelo excesso de trabalho somos realmente solidários e compartilhamos do pesar que suas famílias carregam até hoje.
Temos hoje o mesmo Hitler na pessoa de seu fiel sucessor Benjamin Netanyahu, temos a mesma S.S. no governo Israelense e seu exército. Temos hoje o Nazismo tão vivo como estava na 2ª Guerra Mundial, porém hoje chama-se Sionismo, e este como o Nazismo forma o Câncer da Humanidade. Compare você mesmo:



Você tem consciência leitor de que enquanto você está lendo este artigo, dezenas de civis inocentes e dentre eles crianças, idosos e mulheres estão sendo mortos na Palestina? Como você se sentiria se fossem seus familiares? É exatamente assim que nós, muçulmanos de todo o mundo nos sentimos.
E para aqueles que acham que tudo isso é mera especulação, assistam o documentário abaixo:



Contra fatos não há argumentos. Agora, reflita você.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

III Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa

A Nova Cruzada convida você leitor, a comparecer no dia 19 de Setembro, Domingo às 11:00h no Posto 6 da orla da praia de Copacabana para participar da III Caminhada em Defesa da Liberdade Religiosa que será promovida pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, da qual a Sociedade Beneficente Muçulmana do Rio de Janeiro - SBMRJ é membro integrante. Nós (Omar Israfil Dawud Bin Ibrahim e Fatimah Bint Maryam) da equipe do A Nova Cruzada estaremos lá presentes insha'Allah (se Deus quiser).

A Nova Cruzada Recomenda: Blog do Munzer "Descobrindo o Islam"

Rio de Janeiro, o Imam (líder espiritual) da Masjid Al Nur (Mesquita da Luz) e diretor do departamento Social da Sociedade Beneficente Muçulmana do Rio de Janeiro - SBMRJ, Munzer Armed Isbelle lança o seu blog "Descobrindo o Islam". Nele o leitor terá acesso a download de livros, material audiovisual, como também respostas às acusações mais comuns feitas por aqueles que desconhecem o Islam.
Munzer Isbelle é também autor dos livros: "Descobrindo o Islam", "Sob as Luzes do Alcorão" e "A Revelação e a Ciência", todos da Editora Azzan.
Seu blog é de grande utilidade para esclarecimento a muçulmanos e não muçulmanos, motivo pelo qual passamos desde então a recomendá-lo nesta postagem e dentre os links de sites recomendados na coluna a direita de nosso blog.

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Maior Relógio do Mundo é Inaugurado em Meca


No dia 11 de agosto passado teve início o sagrado mês de Ramadan do ano islâmico de 1431 (2010 da E.V.), e nesta ocasião foi inaugurado na cidade sagrada de Meca, na Arábia Saudita o maior relógio do mundo.
Cada face do relógio possui 46 metros . Ele está instalado em um arranha-céu com 577 metros de altura. O relógio pode ser avistado a 17 Km de distância. Todas essas dimensões o fazem seis vezes maior que o Big Ben em sua torre na Inglaterra.
O objetivo do reino da Arábia Saudita com isso é modificar o padrão atual de marcação do tempo, que tem como referencial o horário de Greenwith. Sendo assim o novo padrão passaria a ser o Horário de Meca.
Suas quatro faces possuem leds de 2 metros que piscam na cor verde quando chega o horário de cada uma das cinco orações diárias obrigatórias para os muçulmanos.
A torre do relógio pertence a um complexo de sete torres que abrigarão: um shopping, um hotel com cerca de 2.000 quartos, espaço de oração para 30.000 pessoas e 2 heliportos.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

A Política do Morde e Assopra de Obama

O apoio de Barack Obama à construção de uma mesquita e um centro cultural islâmico próximo ao marco zero onde até 2001 se encontravam as torres gêmeas do World Trade Center tem causado polêmicas na terra do Tio Sam, e a especulação sobre a religião do presidente norte-americano. Alguns inclusive cogitam a possibilidade de Barack Hussein Obama ser muçulmano. Bem, podemos dizer que seu pai de fato o é, porém uma visão geral sobre as atitudes de Obama tornam clara a resposta a esta polêmica.
Um muçulmano jamais deverá negar a sua condição de muçulmano e seguidor do Islam, a não ser em caso de perseguição e morte declarada devido à sua opção religiosa. Certamente este não era o caso do presidente.
Um muçulmano jamais deverá oprimir um povo, independente de sua crença, quanto mais aos seus irmãos muçulmanos, e foi exatamente o que o presidente Obama fez enviando 30.000 soldados para a guerra no Iraque e Afeganistão, quando na verdade estava em suas mãos dar um basta.
Agora no entanto apenas pelo apoio a um local que levará uma grande contribuição religiosa e cultural à Nova York será confundido com muçulmano? Este é um grande elogio a um estrategista político que utiliza deste subterfúgio apenas para voltar a sua popularidade inicial já tão perdida pela série de erros em seu governo, que tem estado tão parecido com o do seu antecessor George W. Bush.
Sua estratégia de discursar na Universidade do Egito no início de seu mandato, e agora apoiar a construção de uma mesquita e um centro cultural islâmico não são necessários para fazer de Obama um muçulmano. E se insha'Allah (se Deus quiser) ele vier a se tornar um, seguindo o belo exemplo de seu pai, o qual ele renunciou, será necessário muito mais como presidente, pois o muçulmano tem o compromisso com a verdade e com a paz.
O dia em que um presidente norte-americano for muçulmano os E.U.A. deixará de ser o país que conhecemos. Certamente continuarão os avanços tecnológicos e toda a sua modernidade, porém certamente terá fim a hipocrisia e o parasitismo no qual vive em seu regime atual.
Gostaria que após assitir o vídeo abaixo, com o relato de um veterano de guerra do exército americano, você refletisse se estas seriam atitudes coerentes de um governo de alguém que seja muçulmano. Como um muçulmano ordenaria a opressão de seus irmãos? Pense. Não seja manipulado pela infecta e putrefacta mídia tendenciosa e sionista a que somos obrigados a assistir todos os dias.


Após assistirmos o vídeo fica claro que o apoio à mesquita de Nova York nada tem haver com sua "religiosidade", mas apenas com a sua estratégia política do morde e assopra tão comum aos presidentes norte-americanos que tentam aparecer a todo custo como defensores da paz, da moral e dos bosns costumes, mas na realidade não passam de fomentadores da guerra, e parasitas das nações por eles oprimidas.

Cerveja Pode Desencadear Psoríase em Mulheres

"Ó vós que credes! O vinho (as bebidas alcoólicas de modo geral) e o jogo de azar e as pedras levantadas com nome dos ídolos e as varinhas da sorte não são senão abominação de Satã. Então evitai-as na esperança de serdes bem-aventurados". (Sagrado Alcorão - Surata da Mesa Provida 5:90)


Há mais de 1.400 anos atrás Allah no Sagrado Alcorão restringiu a todo muçulmano o uso de bebida alcoólica, cujo uso era comum desde o período pré-islâmico. Porém sempre houve aqueles que contestaram essa ordem divina alegando que não passava apenas de mero padrão de comportamento moral. Porém com o passar do tempo diversas descobertas científicas vêm corroborando o que já havia sido dito no Sagrado Alcorão há tanto tempo.

Descobertas recentes de cientistas americanos comprovam que as mulheres que fazem uso regular de cerveja têm até 72% mais chances de desenvolverem psoríase. Uma doença inflamatória da pele, não contagiosa, benigna, porém crônica relacionada fatores genéticos, mas que precisa de fatores desencadeantes para o aparecimento ou piora. E neste caso a cerveja seria um desses fatores.

A doença causa lesões na pele, principalmente em locais como joelhos e cotovelos, couro cabeludo, palmas das mãos, sola dos pés e áreas de maior traumatismo.

Embora não possua cura há tratamento através de medicação supervisionada e banho de sol, e em alguns casos com banho de luz ultravioleta. As crises costumam se acentuar em épocas de estresse.

De acordo com os pesquisadores, o desencadeamento ou piora da doença está ligado há algum componente da cerveja. Ainda não se sabe a razão, porém de acordo com as pesquisas a ocorrência deste fenômeno é mais comum entre as mulheres.

Fonte de Pesquisa: Site da TV RBS do RS e do Site ABC da Saúde

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Israel: Muçulmanos Fora! Vivos e Mortos

Na semana passada por ordem da Prefeitura de Jerusalém, com a conivência do Estado Terrorista e Sionista de Israel escavadeiras israelenses invandiram um cemitério islâmico, o mais antigo da cidade, que havia sido fundado no século XII, e que teve suas mais de 200 sepulturas restauradas recentemente.
Mesmo com a tentativa de intervenção de diversas pessoas diante de um tribunal de Israel, as ações de destruição do cemitério continuaram.
Obviamente o porta-voz da Prefeitura de Jerusalém não foi encontrado para dar maiores explicações. Porém um porta-voz da Polícia Israelense imagine o que disse: Investigará o fato!
Nos perguntamos se Israel ainda não percebeu que esta frase já virou bordão para seus atos bárbaros e que já está mais que "batida".
Os promotores Israelenses alegam porém que o terreno servia de estacionamento. Ora, alguém já viu algum estacionamento com lápides? Seriam para marcar as vagas?
O que vemos é que as crueldades de Israel não têm mais limites. Além de expulsarem os palestinos de suas casas, agoram querem também expulsá-los de seus túmulos. E ainda acreditam quando Israel ou Estados Unidos acusam aos muçulmanos de terrorismo. Como então se chamar tais atos irracionais e cruéis?

Humilhação Palestina Vai Parar no Facebook

Leitor, não é de hoje que abordamos em nosso blog as humilhações diárias que o governo de Israel tem feito passar os cidadãos palestinos. Esta semana veio a público mais uma de suas crueldades. E diante disso nos perguntamos: Onde está o pessoal dos Direitos Humanos? O fato foi que a soldado do exército israelense Eden Abargil tirou fotos sorrindo diante de prisioneiros palestinos algemados e vendados. Porém não parou por aí, as postou no site de relacionamentos Facebook e colocou como legenda da foto: "O Exército, melhor época da minha vida". Dentre os comentários de seus amigos estão frases como: "Aqui, aparece como a mais sexy". Já num ato claro de zombaria a própria Abargil pergunta se o prisioneiro teria facebook para poder enviar-lhe a foto. Em pouco tempo as fotos viraram febre na internet e foram parar em diversos sites e blogs, inclusive no A Nova Cruzada; e a militar mudou o acesso a suas fotos apenas para amigos.
Como sempre o exército de Israel disse que investigará o ocorrido e que Eden já foi afastada do serviço militar. E declarou que esta foi uma atitude vergonhosa. Você acredita leitor que realmente não tenha as mãos do governo israelense por trás disso para humilhar os palestinos?
De acordo com o governo palestino "as fotos mostram a mentalidade da soldado, que se orgulha de humilhar os outros". No comunicado do governo ainda encontramos:
"Nada no mundo pode justificar esta humilhação que faz parte do cotidiano das práticas de ocupação Israelense. A Ocupação é injusta, imoral e, como mostrado nessas imagens, moralmente degenerada".
Já Menuhin Yshai, diretor do Comitê Público Contra a Tortura alegou: "essas fotos refletem a norma dos soldados israelenses estacionados em postos de controle e de seu tratamento de prisioneiros palestinos. O comportamento da soldado é um produto da cultura popular no Exército Israelense que não considera os palestinos como seres humanos com direitos".
O mais importante para frisar é que isso é o mínimo que ocorre todos os dias dentre estupros de palestinas na frente de seus maridos e filhos, morte de crianças e civis inocentes. Tudo isso em nome de uma podre sede de poder alimentada pelo governo sionista de Israel.
Se a Palestina, a quem o governo sionista chama de Israel é uma terra abençoada, malditos são aqueles que oprimem um povo em nome de poder e dinheiro.

"Queima do Alcorão em Onze de Setembro"




Quando Adolf Hitler, que se dizia cristão, massacrou os judeus, ninguém atacou os cristãos por tal conduta. Até hoje o grande vilão da história é Hitler e os cristãos "nada tem haver com isso". Bem diferente dos muçulmanos, que ao que parece carregarão para sempre a culpa de todo ataque terrorista orquestrado por Bin Laden ou qualquer outro louco, apenas porque este se diz muçulmano.

Por que a "balança da justiça" tem que pesar diferente quando se trata do Islam?

O pastor Terry Jones está liderando o movimento para o dia 11 de setembro, quando deverão queimar o Sagrado Alcorão em retaliação ao atentado sofrido em 2001, destruindo as Torres Gêmeas do World Trade Center. O pastor alega que o Alcorão não é um livro sagrado e que o Islam é de origem demoníaca. Ele diz que uma atitude deve ser tomada para que fique bem claro que eles são contra o Islam e não respeitam o Alcorão. Ironicamente ele diz que não tem nada contra os muçulmanos... Convenhamos: Se eu não tenho nada contra os cristãos, jamais cometeria a sandice de queimar o livro mais sagrado para eles, a Bíblia. Como pode tal senhor dizer que não tem nada contra os muçulmanos mas que odeia o Islam e que vai queimar o Sagrado Alcorão?... No mínimo incoerente...

Ainda que nós muçulmanos não tivéssemos a Torah e a Bíblia como livros também sagrados (embora tenham sido alterados devido às suas inúmeras traduções), jamais teríamos este tipo de atitude que é totalmente desrespeitosa!

Quem é o violento? Quem é o intolerante? Quem é o terrorista?... Será mesmo o muçulmano?...

Muitos alegam que o Islam cresce por causa de imigração e porque muçulmanos têm muitos filhos, para completar esse devaneio esdrúxulo, o pastor Terry Jones diz que o Islam cresce porque os muçulmanos matam os que se recusam a se reverter ao Islam... Ah, faça-me o favor... Pára, ôh!!!... Ninguém, por mais alienado que seja, é tão idiota que não comece a perceber o que realmente está acontecendo!...

"E nem os judeus nem os cristãos se agradarão de ti, até que sigas sua crença. Dize: "Por certo, a Orientação de Allah é a Verdadeira Orientação." Mas, se seguisses suas paixões, após o que te chegou da ciência, não terias, de Allah, nem protetor nem socorredor." (Sagrado Alcorão - 2:120)

TV Israelense Blasfema Contra Jesus

Ao assistirmos o vídeo em questão, podemos perceber a total falta de respeito dos Israelenses com Jesus Cristo, Maria e, por conseqüência, com todos os cristãos!

Embora os cristãos protestantes não "idolatrem" Maria, eles reconhecem o fato dela ter concebido Jesus enquanto ainda era virgem, qualquer especulação a respeito da "não-virgindade" de Maria coloca em "xeque" não somente todos os dogmas cristãos, como também todas as profecias referentes a Jesus.

Percebemos no vídeo a total dedicação em ridicularizar Maria, colocando-a como uma mulher sem padrões morais, e principalmente Jesus, colocando-o como um reles glutão inútil.

Os Cristãos fazem questão de deixar sempre bem clara a sua aversão aos Muçulmanos e sua admiração infinita ao "Povo de Israel. Fica então a pergunta: Por que combater tão vilmente àqueles que não somente respeitam mas que também seguem os ensinamentos de Jesus, enquanto mantém uma "quase adoração" por àqueles que zombam de Jesus Cristo?... PENSEM!!!

Afinal, Que Roupa é Essa?

Caro leitor, visto que todos sempre se confundem com relação aos trajes "ditos" islâmicos, aí vai uma breve matéria para sanar quaisquer dúvidas pertinentes ao caso...

"E dize às crentes que baixem suas vistas e custodiem seu sexo e não mostrem seus ornamentos - exceto o que deles aparece - que estendam seus cendais sobre seus decotes. E não mostrem seus ornamentos senão a seus maridos, ou a seus pais ou aos pais de seus maridos ou a seus filhos ou aos filhos de seus maridos ou a seus irmãos ou aos filhos de seus irmãos ou aos filhos de suas irmãs ou a suas mulheres..." (Sagrado Alcorão - 24:31)

"Ó Profeta! Dize a tuas mulheres e a tuas filhas e às mulheres dos crentes que se cubram em suas roupagens. Isso é mais adequado, para que sejam reconhecidas e não sejam molestadas. E Allah é Perdoador, Misericordiador." (Sagrado Alcorão - 33:59)

Há sempre muita desinformação a respeito de como a mulher muçulmana deve se trajar, sobre o que é realmente imposto pelo Sagrado Alcorão e pelo que é simplesmente cultural e erroneamente atribuído ao Islam.

Vejamos, a seguir, exemplos destes trajes:





A Burqa: É uma veste feminina que cobre todo o corpo, até o rosto e os olhos. É comumente usada pelas mulheres do Afeganistão e do Paquistão. A burqa não é imposta pelo Sagrado Alcorão, não sendo, portanto, um traje islâmico. A burqa é cultural e regional.






O Niqab: É um véu que cobre o rosto e só revela os olhos. É comum no Paquistão, Afeganistão e na Península Arábica. Não são claras as origens do niqab, mas especula-se que ele já existisse em eras pré-islâmicas. A utilidade do niqab seria proteger o rosto em tempestades de areia no deserto, por exemplo. O niqab também é cultural, não é um traje islâmico.



O Shador: A palavra shador significa "tenda". É um traje de origem persa, que cobre todo o corpo com exceção do rosto, cujo uso é documentado desde o século XVIII. Popularizou-se no Irã na época da Dinastia Qãjãr. O shador, embora seja de fato um traje islâmico, é comumente usado para fazer a oração, não sendo utilizado corriqueiramente pelas ruas.



O Hijab: É o véu. Este sim é um traje islâmico obrigatório! O Sagrado Alcorão diz que a mulher não deve exibir as regiões corporais que usualmente recebem ornamentos, como o pescoço, o colo, os braços, os tornozelos. Há implícita a idéia de ornamentos naturais (o corpo) e artificiais. Ou seja: A mulher muçulmana só pode expor seu rosto, suas mãos e pés. Expor mais que isso é indecente, menos do que isso é excessivo e desnecessário.
Agora que todos sabemos a diferença entre eles, paremos de chamar o hijab de burqa e atrocidades do gênero!

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Enfim Ramadan!

O pôr do Sol chegou e após ele vemos o marco da Lua e a estrela aparecerem no céu. De repente ouvimos a voz de alguém anunciando em árabe num tom melódico o chamado para a oração que diz em sua tradução para o português: Deus é Maior! (4x) Testemunho que não há outra divindade além de Allah (o Deus Único). (2x) Testemunho que Muhammad é o Mensageiro de Allah. (2x) Venham para a oração! (2x) Venham para o êxito! (2x) Deus é Maior! (2x) Não há outra divindade além de Allah (o Deus Único). Chega então o mês Sagrado de Ramadan. Um mês de misericórida, piedade e reflexão. Sobre ele diz Allah no Sagrado Alcorão:

"Ó vós que credes! É-vos prescrito o jejum, como foi prescrito aos que foram antes de vós, para serdes piedosos, durante dias contados. E quem de vós estiver enfermo ou em em viagem, que jejue o mesmo número de outros dias. E impende aos que podem fazê-lo, mas com muita dificuldade, um resgate: alimentar um necessitado. E quem mais o faz, voluntariamente, visando ao bem, ser-lhe-á melhor. E jejuardes vos é melhor. Se soubésseis! Ramadan é o mês em que foi revelado o Alcorão, como orientação para a humanidade e como evidências de orientação e de critério de julgar. Então, quem de vós presenciar esse mês, que nele jejue; e quem estiver enfermo ou em viagem, que jejue o mesmo número de outros dias. Allah vos deseja a facilidade, e não vos deseja a dificuldade. E fê-lo para que inteireis o número prescrito, para que magnifiqueis a Allah, porque vos guiou, e para serdes agradecidos". (Surata Al Baqara 2:183-185).
Foi neste mês que não apenas o Sagrado Alcorão, mas todas as sagradas escrituras foram reveladas como por exemplo a Torah, o Livro de Abraão, os Salmos e o Evangelho. Talvez alguém fique em dúvida: Como o Alcorão pode ter levado 23 anos para ser revelado e se diz que ele foi revelado no Ramadan? A resposta é que ele foi descido do 7º céu até o 1º céu por ordem de Allah, e dali foi sendo pouco a pouco levado ao Profeta Muhammad (S.A.A.S.) pelo Anjo Gabriel conforme as situações e questões do momento como orientação de Deus para aquela ocasião.

Neste sagrado mês também é onde pomos em prática um dos pilares do Islam, o Jejum de Ramadan. Neste jejum não basta apenas nos abstermos de comida ou de alguma espécie de alimento como fazem os cristãos ou os judeus em certas ocasiões de suas respectivas religiões. O muçulmano deve se levantar de uma hora há alguns minutos antes da oração da alvorada e fazer um pequeno lanche ao qual chamamos de Suhuh. Após isso tomará banho e se prepará para o Fajr (a primeira oração do dia). Fará sua oração e após ela não poderá ingerir líquido algum, incluindo água. Não deverá comer absolutamente nada, devendo até mesmo tomar cuidado ao escovar os dentes para não ingeir nenhum resquício de água ou creme dental. Isto se prolongará até o pôr do Sol quando for fazer o Salat Magrib, a sua quarta oração. Antes da qual quebrará o seu jejum com um copo d'água e uma tâmara, para então depois da oração poder comer normalmente.

Porém essse jejum não visa apenas vivenciar uma prática milenar, mas possui vários níveis e dentro de cada um deles vários benefícios também. Vejamos alguns:
Nível Físico
O jejum ajuda no funcionamento do corpo: reduzindo o colesterol, a glicose e a retenção se líquidos.
Nível Psicológico
Ajuda ao muçulmano a se desvincular do hábito de comer apenas por comer, sem que sinta fome. Desta forma também faz sentir que não nessecita da comida tanto quanto imaginava. Assim sua determinação e vontade são fortalecidas.
Nível Moral
Este período leva os muçulmanos à refletirem sobre o quantas vezes são ingratos em reclamarem por não terem isto ou aquilo em suas dispensas o geladeiras, pois aprendem neste período a viverem com o mínimo possível.
O muçulmano também não deverá fazer uso de conversas frívolas neste período, bem como deverá manter o seu pensamento sempre ligado a Allah.
Também é um tempo para refletirmos sobre a fome que os moradores de rua passam involuntariamente e que nós estamos vivenciando voluntariamente agora. Assim saberemos como se sentem e certamente isso impelirá à caridade.
Nível Espiritual
O Profeta Muhammad (S.A.A.S.) deixou alguns ahadices sobre os benefícios espirituais do jejum de Ramadan. Vejamos:
"A pessoa que jejuar durante o mês de Ramadan, com fé e esperança de alcançar o beneplácito de Deus, ser-lhe-ão perdoadas as faltas passadas".
"Quando chega o mês de Ramadan, abrem-se as portas do Paraíso e se fecham as do Inferno, e os demônios permancem acorrentados".
Estão porém desobrigados do jejum: crianças (abaixo da puberdade), idosos de idade bastante avançada, gestantes, enfermos, mulheres que estejam amamentando, e mulheres mensturadas e o viajante. Porém algumas destas pessoas deverão repor ao fim do mês de Ramadan os dias em que não puderam jejuar comos todas acima excetuando-se os idosos e as crianças ou os permanentemente doentes cujo jejum poderia debilitá-los ainda mais. Fora estes, todos os muçulmanos devem fazer o jejum como prescrito.
Desejamos a todos um FELIZ RAMADAN!
Para maiores informações sobre o jejum de ramadan recomendamos os seguintes links: www.religiaodedeus.net/bem.html ou então www.mulhernoislam.blogspot.com/2010/08/ramadan-2010.html

domingo, 8 de agosto de 2010

Falta de Cultura ou Mania de Perseguição?

Esta senana recebemos de um de nossos leitores, que é budista como sugestão de matéria para o nosso blog o fato ocorrido em fevereiro deste ano no Rio de Janeiro em que o Deputado Estadual Gerson Bergher e a Vereadora Teresa Bergher, ambos do PSDB apreenderam juntamente com a Polícia e o Nucleo de Combate à Intolerância Religiosa um biombo com a imagem de Buda e que possuia no peito uma suástica e que estava a venda em uma loja do Shopping da Gávea - RJ. A operação foi acompanhada também pela colônia judaica. Os autores da denúncia afirmaram que a imagem fazia apologia ao Nazismo. Será mesmo? Será apenas falta de cultura de ambos os políticos ou apenas a velha mania de perseguição dos sionistas que mais estão acostumados a perseguir? O fato é que o sionismo que atacava apenas o Islam está a agora partindo para as demais religiões também.
Vejamos se a acusação dos mesmos tem fundamento:
A palavra Suástica vem da palavra sânscrita "Svastika", que significa bem-estar e boa fortuna. Também era tido como um símbolo de vida e harmonia pelos antigos hindus e budistas. As Suásticas mais antigas datam de 2.500 a.C. a 3.000 a.C. na Índia e na Ásia Central. Portanto bem anterior a Hitler. Também era comum encontrarmos este símbolo na Africa antiga, entre os Astecas, Celtas e pasmem, até mesmo entre os Judeus como é caso da Geidi Ein Synagoge. Esta sinagoga está localizada em um oásis na margem ocidental do Mar Morto.
Com isso provamos conclusivamente que Hitler apenas a adotou, e não criou. Porém como o Führer dos Nazistas participava de uma sociedade iniciática ocultista chamada Sociedade de Thule o mesmo utilizou diversos simbolos tido como místicos por inúmeras tradições tais como a Suástica para buditas e hindus, a cruz de malta para os cruzados cristãos, a águia para os antigos romanos e etc. Porém com a cruz suástica o mesmo a inverteu e a desestabilizou como poderemos ver, tornando-a assim um símbolo contrário ao seu sentido religioso de vida e harmonia para morte e desordem.
Bem, diante de tais fatos nos perguntamos: Quem está sendo intolerante? Sãos esses os políticos em quem você vai votar neste ano de eleição? Políticos esses que deveriam estar cumprindo com seus papéis de legisladores imparciais, e não atacando culturas que desconhecem.
Gostaríamos de saber também se os mesmos desejarão fechar sociedades antigas no Brasil tais como a Seicho-No-Iê e a Sociedade Tosófica, pois ambas possuem a Suástica em seus símbolos, e esses certamente não têm propósitos nazistas.
Talvez você esteja se perguntando agora: Mas por que falar em um blog islâmico de religiões que não têm a mínima ligação com o Islam? A resposta é bem simples: O muçulmano deve combater a injustiça onde quer que a veja. Não estamos dizendo com isso que compartilhamos das mesmas opiniões que tais religiões, porém afirmamos que sim um mundo justo será sempre melhor para se viver, a um em que a oprerssão seja tida como normal. Reforçamos também que não temos aversão ao judaísmo, só não concordamos com a forma opressora adotada pelo sionismo que vem se alastrando pelo mundo tolindo as pessoas e povos de exercerem seus direitos à religião, cultura própria e etc.

sábado, 7 de agosto de 2010

Valorize o Seu Pai Diariamente

Na cultura ocidental de uma forma geral é separado anualmente um dia para homenagearmos os pais. No Brasil particularmente foi escolhido o segundo domingo do mês de agosto para tal fim. Mas por que isso? Teria haver com o reconhecimento do quanto os nossos pais são importantes para cada um de nós? Não, a resposta é bem menos poética: comércio.

Pare para pensar em quanto o comércio brasileiro arrecada neste período. Se você ainda notou, visite shoppings, e locais de comércio popular tais como o SAARA no Rio de Janeiro ou a 25 de Março em São Paulo. Verá que mal conseguimos andar nestes locais, pois todos estão no afã consumista para presentear seus pais.
É comum ainda na cultura ocidental adolescentes e jovens no geral tomar o pai como um simples colega a quem pode responder ou discutir de igual para igual.

Bem, no Islam isso é completamente diferente. Um muçulmano jamais deverá levantar a voz para o seu pai. Além disso deve honrá-lo logo após a honra concedida à sua mãe, que neste caso ocupa um patamar superior ao do pai. Encontramos em um hadice (dito) relatado por Abu Huraira (R.A.): "Um homem foi ter com o Profeta (S.A.A.S.) e lhe perguntou: 'Ó Mensageiro de Deus quem é a melhor pessoa a quem devo oferecer a minha amizade?' Ele respondeu: 'A tua mãe'. O homem perguntou novamente: 'E quem mais?' Ele respondeu: 'A tua mãe'. 'E depois dela?' Ele perguntou. O Profeta (S.A.A.S.) respondeu: 'A tua mãe'. 'E depois dela?', ele perguntou, novamente. O Profeta (S.A.A.S.) respondeu: 'O teu pai".

Além disso o bom tratamento com os pais é um dever do muçulmano que vem logo após a obrigatoriedade da oração.

"Abdullah Ibn Massud (R.A.) relatou que perguntou ao Profeta (S.A.A.S.): 'Qual é o mais favorito ato perante Deus?' Respondeu: 'A prática da oração em seu devido tempo.' Perguntou novamente: 'Que vem depois?' Muhammad (S.A.A.S.) respondeu: 'O bom tratamento aos pais'".

Além disso o Profeta (S.A.A.S.) também disse certa vez de acordo com outro relato de Abu Huraira (R.A.): "Que o seu nariz seja esfregado na areia, que seu nariz seja esfregado na areia, que seu nariz seja esfregado na areia, isto é, que seja himilhado, aquele que vê os pais atingirem avançada idade e não consegue entrar no paraíso ( por não servi-los)".

Também no mundo islâmico, diferente da cultura pregada pelo Oidente, raramente veremos um asilo para idosos, pois o jihad (esforço) para cuidar dos pais no momento mais difícil de suas vidas é considerado uma honra, uma benção e uma oportunidade para um grande crescimento espiritual. Sobre isso Allah diz no Sagrado Alcorão: "Teu Senhor ordenou que não adoreis a ninguém exceto Ele, e ordenou benevolência para com os pais. Se um deles ou ambos alcançar a velhice , não lhes digas uma palavra de desrespeito nem os maltrates, mas sim palavras generosas. E sejais humildes com eles na misericórdia e digas, 'Meu Senhor, tem misericórdia deles, porque eles cuidaram de mim quando eu era pequeno". (Sagrado Alcorão - 17:23-24).

Em outro dito do Profeta Muhammad (S.A.A.S.) encontramos: "Abu Huraira (R.A.) relatou que o Mensageiro de Deus (S.A.A.S.) disse: 'Um filho nunca poderá compensar a seu pai, a não ser que este se encontre escravizado, e o compre e lhe dê a liberdade'".
Para o muçulmano o dia dos pais não é uma teoria a ser lembrada é uma experiência para ser vivida diariamente durante todo o tempo.
Gostaria desde então de compartilhar com você leitor um vídeo que embora não possua legenda, é perfeitamente compreensível pelas imagens para quem não sabe o árabe. Dedico esta matéria a todos os pais, muçulmanos ou não muçulmanos, e em especial ao meu pai.
Gostaria também de encerrar com uma reflexão: Quão pouco valor damos aos nosso pais, e só então depois da morte nos damos conta do quão importante foram em nossas vidas, mesmo que tenham sido ausentes, pois sem ele não estaríamos neste mundo, e Allah nos deu obviamente os pais que merecemos.



Está Com Pena? Leva Ela Pra Você!

Nossa justiça funciona? Nossos "padrões morais" têm um nível razoável de decência? ...Então que direito temos de criticar a justiça e os padrões morais dos outros?
O Islam tem um nível alto de padrões morais a serem seguidos, e este padrão moral é regido por por punições também muito rígidas para os padrões atuais. Mas são estas punições que fazem com que as pessoas pensem duas vezes antes de cometer um crime. Pense nisso!
Até quando vamos dar "boa vida" aos criminosos? ... Casa, comida, roupa lavada, auxílio para a família... Poucos anos de punição e eles saem por "bom comportamento" com a ficha mais limpa que a sua caro leitor! ... Onde está a justiça?
Cada país tem a sua própria cultura, e sua própria lei. Não cabe aos outros povos intervir no que foi estabelecido como senso comum de toda uma nação.
Há tribos, onde as mulheres são circuncidadas ainda meninas, tirando delas o direito de sentir qualquer tipo de prazer sexual. Há países onde a pena de morte por injeção letal, gás e outros meios é absolutamente comum e ninguém faz nada para mudar esse fato. Mas quando o assunto é o Islam tudo é absurdo... Porque será?
O Alcorão prescreveu como punição para relações sexuais ilícitas, cem chibatadas para homens e mulheres solteiros que cometem fornicação. E através da Sunna foi prescrito o apedrejamento até a morte para homens e mulheres casados que cometessem adultério. Punição que só pode ser aplicada mediante a confissão do próprio infrator ou do depoimento de quatro testemunhas oculares adultas que tenham presenciado o ato sexual. Esta limitação é exigida como meio de proteger as pessoas de simples especulações, para evitar injustiças. Ao difamador a punição é de oitenta chibatadas.
O governo brasileiro sugeriu a hipótese de asilar Sakineh Mohamadi Ashtiani,q ue foi condenada à morte por apedrejamento sob acusação de adultério. O que não se sabia até então é que esta senhora também era acusada pelo assassinato de seu marido. Após ponderar na inconveniência de sua atitude, o Presidente Lula negou os pedidos para interceder por Ashtiani, e por tal foi duramente criticado pelo candidato à Presidência José Serra, e como se não bastasse, a também candidata Dilma Rouseff declarou que se essa mulher está causando incômodo no Irã, que em consideração a Mahmoud Ahmadinejad, nós a receberíamos de bom grado no Brasil.
"Nós" quem, cara pálida???...
É fácil para o senhor Serra criticar o Presidente, mas se fosse ele o presidente, será que sua atitude seria diferente? E quanto a senhora Dilma, quer transformar o Brasil em asilo de criminosos? Cometeu crime? Manda para o Brasil que a gente asila!... ABSURDO!!!
Todos adoram se proclamar como "defensores dos direitos humanos"... Que direito teve o marido assassinado da senhora Sakineh Mohammadi Ashtiani???
Além de não acabarmos com a impunidade no Brasil, vamos também encorajar a impunidade de outras nações e transformar o nosso país em asilo de bandidos? São esses os nossos futuros governantes?
Em quem votar? No hipócrita, na hipócrita ou em qualquer outro hipócrita?... Sem opções... Votar para que se o resultado é o mesmo, uma catástrofe?!!!
E se você acha injusto que um criminoso pague por seu crime, deixo a seguinte pergunta:

"Você se casaria com Sakineh Mohammadi Ashtiani?"...

Acho que não!... Então?

terça-feira, 3 de agosto de 2010

Israel: Como o Réu Pode Ser o Seu Próprio Juiz?



Imagine a seguinte situação: um criminoso comete latrocínio (roubo seguido de morte). Porém este crimoso é um investigador da Polícia. Quando é dado o caso para ser investigado ele toma a frente e assume todo o processo. Qual você acha que é a chance dele se acusar? Nenhuma correto? Pois é justamente isso que o Estado Sionista e Terrorista de Israel resolveu fazer esta semana quando resolveu "investigar" o motivo das mortes que aconteceram nos navios de ajuda humanitária que iam socorrer os moradores de Gaza.
De nossa parte ficamos pensando: o que será que o povo judeu pensaria se um grupo de ex-nazistas resolvessem "investigar" o holocausto ocorrido na segunda guerra? Certamente diriam que nada aconteceu e que de alguma forma a culpa era dos judeus por este ou aquele motivo. Analogamente Israel tem feito o mesmo, com o auxílio de seu comparsa de sempre, os E.U.A., que obviamente apóia cegamente suas decisões, pois ambos se ajudam mutuamente em seus interesses excusos.
Por sua vez a Organização das Nações Unidade - ONU, como marionete nas mãos dos dois países, simplesmente continua a fazer o seu papel de "vaquinha de presépio" dizendo "SIM" para toda e qualquer decisão que tomem.
Pergunto então: Para que serve nos dias atuais a ONU? Qual o seu propósito senão o de oprimir os países menos favorecidos, sendo tão tendenciosa como as nações já citadas? Tal Organização bem poderia ser chamada de ONDO - Organização das Nações Desunidas e Opressoras, já que a sua união aparenta ser apenas entre os mais fortes em detrimento dos mais fracos. Estas são questões que talvez por mais que conheçamos as respostas, os grandes capitalistas jamais reconhecerão, porque para estes tanto importa mais uma ou menos uma morte, já estão cansados de ganhar dinheiro desta forma, tirando a vida alheia, pois para estes sangue humano é seu combustível. Não é preciso muito, busque, faça uma pesquisa e verá quais são os países com o maior poderio bélico: Israel e Estados Unidos.
Graças a Deus as máscaras estão caindo e a população mundial está agora, depois de tanto tempo, começando a ver quem é quem!

domingo, 1 de agosto de 2010

Crescimento do Islam no Mundo Causa Desespero Em Sociedade Ocidental

Século XXI, sociedade moderna, padrões intelectuais arrojados, liberdade para todos onde cada um tem o seu espaço para se manifestar igualmente. Certo? Não, errado.
A Liberdade, Igualdade e Fraternidade, lema da revolução francesa por exemplo não passa de utopia, e cá entre nós, somos racionais e maduros demais para acreditar em contos de fadas não é mesmo? Imagine você que liberdade temos quando a nossa "democracia" nos dita quais opções devemos escolher, e na política por exemplo estas são apenas entre corruptos e bandidos. Que igualdade temos quando grupos que não são compreendidos são rechaçados sem sequer buscar o entendimento sobre o que defendem, e que fraternidade pode existir na sociedade egocêntrica e individualista de hoje? Bem, a própria França que sempre se autoproclamou libertária hoje tenta a todo custo proibir suas cidadãs muçulmanas de usarem o hijab, niqab ou burqa. Ora, mas suprimir o direito de utilizar as suas vestes não é um sinal de serceamento desta tão aclamada liberdade?
O fato é que a sociedade ocidental sempre se gabou de sua superioridade sobre as demais, e de sua religiosidade cristã, como sendo o supra sumo de toda a espiriritualidade como disse por exemplo o místico cristão Carl Lois Fredrik Grasshoff, mais conhecido pela alcunha de Max Heindel (1865 - 1919) em seu livro Coletâneas de Um Místico: "Consideramos a religião cristã como a mais elevada dada ao homem até o momento presente, e repudiá-la, seja ela exotérica ou esotérica, por qualquer sistema antigo, é, o mesmo que preferir desatualizados livros científicos aos mais novos que encerram descobertas recentes".
Porém esta mesma sociedade que se diz o auge da civilização vem entrando em desespero pois dia após dia vem mostrando toda a falibilidade de seu sistema. E a civilização mundial, e justamente em maior número a civilização ocidental vem buscando respostas para todos os campos de suas vidas. Porém como não as encontra no que têm a mão, saem em busca de algo que possa realmente matar a sua sede de justiça, conhecimento lógico e tudo mais, e é aí onde o Islam entra. Primeiro por ser um sistema completo de vida onde se encontra: religião, ciência, política, economia, jurisprudência, etiqueta, alimentação, higiene pessoal, formas de se prevenir doenças e etc. Segundo por ver o ser humano de uma forma holística (como um todo) e depois por não menosprezar a inteligência dos muçulmanos. Tanto é assim que diversas vezes no Sagrado Alcorão Allah pergunta: Não razoais? Não meditais? Não refletis? E desta forma nos convida todo o tempo a utilizarmos a lógica.
Por estes e outros muitos motivos a cada dia o Islam vem recebendo mais e mais revertidos, que não têm qualquer descendência árabe ou que jamais pertenceram a famílias muçulmanas, mas que todavia passam a formar novas famílias em que Deus e Sua religião, ou seja, o Islam, tem sido o centro. Graças a isso hoje os muçulmanos formam 1/4 da população mundial, e destes apenas 20% são árabes nascidos em países árabes ou descendentes de árabes. Um ótimo exemplo disso é a Indonésia, o maior país muçulmano do mundo que nada tem de árabe, que se tornou muçulmano devido ao exemplo de alguns poucos comerciantes que foram para lá, e que devido ao caráter dos mesmos, despertou o interesse dos vizinhos para seguirem aquilo que era a manifestação mais pura dos ensinamentos divinos, pois viam em cada ato destes a palavra de Allah refletida. No Brasil já somos, de acordo com o último senso, um milhão e meio de muçulmanos, sendo apenas no Rio de Janeiro de acordo com informações pouco mais de 10.000 famílias.
No entanto este franco crescimento de muçulmanos a nível mundial vem criando um verdadeiro despero em certas denominações cristãs, pois uma vez que seus fiéis não encontram as respostas e os exemplos que procuram, o encontram no Islam e nos muçulmanos que não se contentam apenas em serem meros repetidores de teorias que embora belas não são praticadas.
Embora tanto o Cristianismo Católico como o Cristianismo Protestante como veremos nos vídeos abaixos tentem explicar o nosso crescimento nos filhos que temos, o fato é que na Mesquita Al Nur (na cidade do Rio de Janeiro), que eu e minha esposa frequentamos, estamos acostumados a ver diversas reversões de pessoas que eram cristãs, das mais diferentes denominações, e que por não encontrarem o resultado de suas buscas, encontram as respostas às suas perguntas no Islam. Dessas, nenhuma foi coagida ou se reverteu apenas para se casar ou algo do gênero.
Assista os vídeos:





O que podemos constatar é que não há a tal "imigração" da qual eles falam e sim a "reversão" de várias pessoas que encontram no Islam a resposta para suas dúvidas e a certeza da sua fé!

"Quando te chegar o socorro de Allah e o triunfo, e vires entrar a gente, em massa, na religião de Allah, celebra, então, os louvores do teu Senhor, e implora o Seu perdão, porque Ele é Remissório." (Sagrado Alcorão - 110 - Surata O Socorro)

Quanto aos muçulmanos serem os "velhos inimigos" do cristianismo, posso dizer que nem mesmo os cristãos se esforçam tanto para seguir os ensinamentos de Jesus (que a paz esteja com ele) como fazem os muçulmanos, e que se há alguma inimizade esta é facilmente demostrada pelos cristãos que nunca mediram/medem esforços para atacar o Islam.

"E, em verdade, encontrarás que os mais próximos aos crentes (muçulmanos), em afeição, são os que dizem: "Somos cristãos". Isso, porque há entre eles clérigos e monges, e porque não se ensoberbecem." (Sagrado Alcorão - Surata da Mesa Provida - 5:82)

Como podemos ser inimigos dos cristãos se nosso Livro Sagrado nos ensina que somos os mais próximos em afeição?

O Islam não cresce porque temos mais filhos, o Islam cresce porque a cada dia mais e mais pessoas encontram o que buscam no Islam. A adoração mais simples e pura ao Deus Único!

Informe-se! Conheça o Islam! Talvez você não se torne um muçulmano, mas com certeza vai mudar a opinião que tem a respeito deles!