quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Cerveja Pode Desencadear Psoríase em Mulheres

"Ó vós que credes! O vinho (as bebidas alcoólicas de modo geral) e o jogo de azar e as pedras levantadas com nome dos ídolos e as varinhas da sorte não são senão abominação de Satã. Então evitai-as na esperança de serdes bem-aventurados". (Sagrado Alcorão - Surata da Mesa Provida 5:90)


Há mais de 1.400 anos atrás Allah no Sagrado Alcorão restringiu a todo muçulmano o uso de bebida alcoólica, cujo uso era comum desde o período pré-islâmico. Porém sempre houve aqueles que contestaram essa ordem divina alegando que não passava apenas de mero padrão de comportamento moral. Porém com o passar do tempo diversas descobertas científicas vêm corroborando o que já havia sido dito no Sagrado Alcorão há tanto tempo.

Descobertas recentes de cientistas americanos comprovam que as mulheres que fazem uso regular de cerveja têm até 72% mais chances de desenvolverem psoríase. Uma doença inflamatória da pele, não contagiosa, benigna, porém crônica relacionada fatores genéticos, mas que precisa de fatores desencadeantes para o aparecimento ou piora. E neste caso a cerveja seria um desses fatores.

A doença causa lesões na pele, principalmente em locais como joelhos e cotovelos, couro cabeludo, palmas das mãos, sola dos pés e áreas de maior traumatismo.

Embora não possua cura há tratamento através de medicação supervisionada e banho de sol, e em alguns casos com banho de luz ultravioleta. As crises costumam se acentuar em épocas de estresse.

De acordo com os pesquisadores, o desencadeamento ou piora da doença está ligado há algum componente da cerveja. Ainda não se sabe a razão, porém de acordo com as pesquisas a ocorrência deste fenômeno é mais comum entre as mulheres.

Fonte de Pesquisa: Site da TV RBS do RS e do Site ABC da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário