quinta-feira, 14 de outubro de 2010

A Judaização do Cristianismo




Muito frequentemente vemos ataques de cristãos de linhas pentecostal e neopentecostal aos muçulmanos, dizendo ou por má fé ou de forma equivocada que nós, ao nos tornarmos muçulmanos devemos renegar a Jesus. Por isso idolatram o Estado de Israel, pois de acordo com o "Evangelho Segundo João" encontramos o próprio Jesus (A.S.) dizendo: "Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus" (Jo.4:22). Ora, percebemos que ainda hoje isso é verdade: continuam adorando o que não conhecem.
Não é difícil entrarmos em uma igreja pentecostal hoje e vermos bandeiras de Israel, menorah, arca da aliança e pastores vestidos com trajes judaicos e tocando shofar (espécie de berrante utilizado pelos judeus para o chamamento à oração). Mas porque tal judaízação da igreja e descaracterização do Cristianismo Protestante como preconizado por Martin Lutero? Porque ao invés de apenas se vestirem como judeus, não se convertem ao judaísmo? Estariam sendo ao menos mais sinceros, e teriam motivos reais para aderirem às práticas judaicas.
Mas voltando ao "assunto Jesus" (A.S.), por que a idolatria ao Estado de Israel e às práticas judaicas quando aí sim Jesus (A.S.) é renegado? E por que o desprezo pelo Islam quando na verdade ele sim honra Jesus (A.S.)?
Compare abaixo o que um Rabino (sacerdote judeu) diz à um Pastor evangélico sobre Jesus (A.S.) e logo depois o que um Sheikh (líder islâmico) diz sobre mesmo assunto: 



O interessante é notar que em nenhum ponto da Bíblia o Profeta Jesus (A.S.) disse ser Deus. Abordaremos esse assunto em uma outra postagem.
Vejamos agora a visão que o Islam tem sobre Jesus (A.S.) através da resposta do Sheikh sudanês que reside no Brasil e é ex-Presidente da Sociedade Beneficente Muçulmana do Rio de Janeiro - SBMRJ e atual Diretor da Academia Islâmica, Sheikh Abdelbagi Sidahmed Osmam:



Isto posto, gostaria de perguntar a você leitor, por que ainda vemos práticas como a do próximo vídeo nas igrejas pentecostais com seus "Pastores Judeus? O que justifica isso?


Caro amigo cristão, não são os trajes e os costumes que irão te fazer um melhor cristão. Então para quê tudo isso? Basta tentar colocar os verdadeiros ensinamentos de Jesus (A.S.) em prática, que são os mesmos de Abraão (A.A.S.), Moisés (A.S.) e Muhammad (S.A.S.).

2 comentários:

  1. Interessante é que os judeus acreditam que Jesus (A.A.S.) foi um farsante e que seu castigo é estar agora no inferno, sendo queimado numa fogueira de excrementos. Para eles, as autoridades religiosas judaicas cumpriram com seu dever julgando Jesus (A.A.S.) e o condenando a morte, salvando, assim, o mundo do politeísmo e de um falso messias. E nem citam os romanos.

    Esses cristãos que seguem a linha "judaica" são muito mal informados acerca do judaísmo e do cristianismo, também. Portanto, é de se esperar que nada saibam sobre o Islam. Para mim, eles não são nem cristãos, nem judeus, apenas pessoas que se reúnem usando o nome de Deus para pregar o ódio.

    Se ao menos lessem o Talmud, livro sagrado dos judeus, saberiam que jamais serão considerados judeus, pois judeu é uma raça.

    Também não conhecem a diferença entre judeu e o sionista: desde a invasão da Palestina, muitos judeus seguidores de sua religião e tementes a Deus disseram que "É PROIBIDO AO JUDEU RETORNAR À TERRA SAGRADA SEM QUE DEUS OS ORDENE" e há muitos grupos judeus pró- Palestina. Veja o link abaixo.

    http://jc.uol.com.br/canal/cotidiano/internacional/noticia/2010/09/26/embarcacao-com-ativistas-judeus-propalestinos-segue-para-gaza-237685.php

    São judeus e muçulmanos que recusam o ódio mútuo e querem paz e justiça na Palestina.

    Sou muçulmana, tenho um professor judeu e minha família é católica e não pregamos uns contra os outros, aprendemos um com o outro. Convivemos em paz nesse Brasilzão. Graças a Deus!

    ResponderExcluir
  2. Eu quero comentar algo a respeito disso porque respeito os muçulmanos. Sigo o judaismo messiânico pelo mesmo motivo que vocês trataram acima. Não adianta ser cristão e imitar judeus. Ou você é ou não é. Há muitos ensinos protestantes que querem Jesus como deus, querem a graça e não querem obedecer aos mandamentos do Eterno. Se gostam tanto de Israel, porque não seguem ao nosso pai Abraão? Concordo com vocês. E o maior motivo da minha Teshuvá (Conversão) é o simples fato de eu ser Monoteísta. Nunca consegui conceber a trindade. Mas quero dizer que nunca menosprezei os muçulmanos, nem quando eu era evangélica. Amo a todos como amo aos judeus. São meus irmãos e quem falar mal de um ou de outro vou ficar aborrecida do mesmo jeito. Sei que em todas as religiões existem os falsos, mas aprendi com o Eterno D´us que todas as pessoas merecem uma oportunidade de serem compreendidas. Afinal, nós somos criaturas dEle.
    Salam e Shalom para todos.

    ResponderExcluir