sábado, 26 de fevereiro de 2011

A Comercialização de Deus

Martin Lutero, fundador do Protestantismo
Alemanha, século XVI, Martin Lutero, um padre católico desenvolve as suas 95 teses, pois discordava de uma série de práticas da Igreja, principalmente a venda de indulgências. Por contestar os ensinamentos eclesiásticos foi excomungado, e desde então surgiu o protestantismo sob o lema "Somente Fé, Somente Graça, Somente Escritura".
Brasil, fim do século XX e início do XXI, o protestantismo começa a tomar outros caminhos e se descaracterizar, e a venda de indulgências volta a ser praticada por diversas "igrejas" pentecostais e neopentecostais, O Cristianismo mais simples do primeiro século começa a se tornar cada vez mais amorfo. Pastores começam a inventar práticas espetaculares ou ainda ridículas, e as igrejas cristãs sérias é que passam a ser uma espécie de anomalia no meio cristão, pois a inovação anti-bíblica é que se torna o correto, e os pastores que buscam seguir o cristianismo baseados no bom senso são taxados de retrógrados, chatos, tradicionalistas. Afinal de contas os heróis são aqueles que fazem um "show" a cada dia. E como todo show, cobram por isso.
Pr. Silas Malafaia
Esta semana o Pr. Silas Malafaia, um dos grandes representantes da Assembléia de Deus, pregou em um templo recém-inaugurado da congregação Vitória em Cristo a qual lidera, A igreja em Araruama, Região dos Lagos fluminense estava com seus diversos membros passa assitir a pregação de seu líder espiritual, quando começam a ouvir ao invés das palavras pautadas pela Bíblia, as que mais pareciam vir de um economista ou do presidente de uma grande empresa, pois Malafaia fez questão de deixar claro primeiramente o valor da construção: R$ 600.000,00. Depois intimou os fiéis em tom de inquisidor: "Quem não der oferta tudo bem. Mas não sairá daqui abençoado".
Nós do A Nova Cruzada cremos que o Pastor Silas Malafaia, membro da Assembléia de Deus, uma das instituições que mais faz questão de tentar distorcer a imagem do Islam, talvez tenha esquecido a passagem Bíblica ensinada por aquele que pensamos até então ser seu Mestre, ou seja, Jesus, em que diz: "De graça recebestes, de graça dai" (Mt. 10:8). Quanto aos demais... aqueles que tiverem olhos para ver, que vejam por si mesmos. Não é preciso decifrar o que já está claro.

7 comentários:

  1. Mais uma grande postagem !!!
    Concordo plenamente hoje se mede a sua fé pelas doações que se fazem não pelos mandamentos que se seguem.

    ResponderExcluir
  2. Assalamu alaikum.
    Olha que eu até respeitava muito do que o Malafaia dizia, pelo menos em questões doutrinárias especificamente cristãs (i.e. exegese bíblica)...
    Mas essa aí, depois de outras furadas dantes, foi a gota d'água, deveras. Terminou de se queimar, já não tem mais meu respeito.
    Nem pagando, nem de graça quero a "bênção" dum sujeito desses. [A'udhu billahi min ash-shaitani-rrajim]

    Jazakallahu khairan.

    ResponderExcluir
  3. Eu nunca gostei desses pastores mas confesso que tinha algum respeito pelo Silas Malafaia... Isso até eu descobrir que ele comprou um avião de 12 milhões de reais. Quanta hipocrisia quando vejo ele pedindo dinheiro para manter o programa no ar enquanto o mesmo compra um avião!

    ResponderExcluir
  4. Irmãos do Islam, que Deus os abençoe!
    Gostaria de comentar que qualquer generalização é perigosa. Da mesma forma que há lobos em pele de cordeiro em várias instituições e/ou segmentos da sociedade, há também na Igreja do Senhor. O Senhor Deus através dos evangelhos do Novo Testamento cita justamente a apostasia de muitos incluindo pastores. O Sr. Malafaia é até chamado de maçon num vídeo de um ex-maçon, o irmão Saad que agora professa a fé cristã, que cita que ele (Malafaia) é da ordem maçonica mas que nunca confirmará o fato. O próprio Saad, quando fazia parte da ordem, assinava documentos que constavam o nome do pastor. Se quiserem assistam ao vídeo 'Maçonaria na Igreja' no youtube e constatarão o que estou falando. Que Deus abençoe os islâmicos, pois eles também têm a promessa do Senhor que foi passada à Ismael em Sua Palavra. A Paz do Senhor Jesus à todos!!

    ResponderExcluir
  5. Salam Aleikum
    (Que a paz esteja contigo)
    Caro Fábio
    Primeiramente gostaria de agradecer pela sua participação em nosso blog enviando comentários. Sinta-se sempre bem-vindo. Depois gostaria de esclarecer que aquele que segue o Islam é chamados e muçulmano e não de islâmico. Islâmico são apenas objetos. Por exemplo, um livro que trata sobre o Islam é um livro islâmico. Alguém que professe o Islam é um indivíduo muçulmano.
    Em terceiro lugar gostaria que relesse se possível o artigo acima com maior atenção, e então verá que em nenhum momento houve generalização. Tanto é assim que falo daqueles que criam absurdos dentro das igrejas, incluindo práticas anti-bíblicas e que beiram o ridículo, como também cito as igrejas e os cristãos sérios. Logo você nunca encontrará nos textos de nosso blog a generalização, pois ela por si mesmo é uma injustiça.
    Enfim, espero ter esclarecido e faço votos de que volte sempre e continue participando. Você é muito bem-vindo.
    Ma Salam,
    Omar

    ResponderExcluir
  6. Irmão Omar,

    Obrigado pelo pronto retorno de sua parte. Seu esclarecimento foi bem conciso e creio que a informação que passei sobre o pastor Silas Malafaia é oportuna em outro artigo que está mencionado acima. Quero deixar bem claro que não estou acusando o Sr. Silas Malafaia, nem tenho provas eu mesmo de que ele seja um maçon, seguidor de dois senhores, mas costumo dar crédito àquilo que vejo e que atestam ser um fato verdadeiro como no caso do irmão Saad do Rio de Janeiro. Quanto ao comportamento dele sobre dinheiro isso é um fato que provém da chamada teologia da Prosperidade, tão em voga nos anos 80 e que inundou as igrejas do Senhor à partir dessa época. Nosso Deus é justo e operante e certamente está vendo muitas heresias que são cometidas em Seu nome. Eu peço à Ele que muitos que abusam da fé dos crentes se arrependam enquanto ainda é tempo, para que não sejam julgados naquele dia. Agradeço o convite e estarei por aqui postando e trocando, assim, mais idéias. Que a glória do Senhor Nosso Deus esteja sobre a vida de vocês. Abraços!

    ResponderExcluir
  7. Salam Aleikum
    (Que a paz esteja contigo)
    Caro Fábio
    Como muçulmano em primeiro lugar e depois como jornalista, tenho compromisso com a verdade, por isso, por mais que o referido Saad diga isso ou aquilo sobre o Malafaia, e por mais que discordemos deste último, não podemos postar algo em nosso blog sem a devida prova, pois de outro modo estaríamos incorrendo em mentira, calúnia e difamação, que além de ser um crime perante a sociedade humana é um pecado seríssimo diante de Allah Subhana Wata'ala (Deus, Exaltado e Altíssimo Seja). E esse último é que nos preocupa mais, pois como muçulmanos buscamos agradar a Allah (Deus) e dizemos a Ele: "Ouvimos e obedecemos".
    Se o Saad está falando a verdade, muito bem, se não estiver será julgado por isso no Dia do Juízo Final, e se for esse o caso, não queremos dividir a culpa com ele. O que falamos aqui sobre qualquer instituição ou líder religioso é baseado em fatos facilmente comprováveis. Não podemos acusar ninguém por mera especulação de uma ou outra pessoa, afinal o que mais tem hoje infelizmente no meio (pentecostal) principalmente é um Pastor querendo derrubar outro para que um se sobressaia e consiga arrecadar mais contribuintes, ops! Quer dizer, mas almas.
    Mais uma vez reitero que será sempre muito bem-vindo em nosso blog.
    Ma Salam,
    Omar

    ResponderExcluir