quinta-feira, 3 de março de 2011

Brasil, o País da "Curtura"

No ano de 2009 postamos neste blog a matéria intitulada "Educação e Cultura? É Nóis Mané!". Nela abordamos o fato do funk ter sido reconhecido como cultura pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, e Rômulo Costa, proprietário da Furacão 2000, uma grande produtora de funk ter sido nomeado secretário de educação da cidade de Belford-Roxo - RJ.
De 2009 para cá a coisa só vem piorando a passos largos, e a cultura de nosso país vem diminuindo cada vez mais. A TV basicamente se resume a apresentar reality shows como Big Brother Brasil e A Fazenda, que dá audiência, mas nada mais tem a exibir que as vulgaridades mais torpes.
Deputado Tiririca
Se tudo isso não bastasse, Tiririca, o deputado federal mais votado do Brasil, que é semi-analfabeto, foi escolhido para integrar a Comissão de Cultura e Educação da Câmara de Deputados. De fato isso nos mostra que a divisa de nossa bandeira nacional brasileira está no antônimo.
Será que estamos entrando em uma nova ditadura? Pois por simplesmente discordar da Ministra da Cultura, que diga-se de passagem, não se manifestou contra o grande corte orçamentário em sua área de atuação, o sociólogo Emir Sader que seria nomeado como responsável pela Fundação Casa de Rui Barbosa no Rio de Janeiro, foi demitido com o aval da President"A" Dilma Rousseff, que está mais interessada em enaltecer o feminismo que ser uma "presidente" justa e imparcial.
Óbvio, não é interessante para os governantes do Brasil ter um povo culto e educado, afinal desta forma não poderiam usá-lo como marionete, e seriam chamados ao trabalho de fato e a serem honestos, e não poderiam prestigiar pessoas comprovadamente corruptas como os mensaleiros investigados: Paulo Maluf, Eduardo Azeredo e Valdemar Costa para cuidarem da reforma política que vai decidir as novas regras eleitorais e temas como financiamento de campanhas.
Após tudo isso a Presidente Dilma Rousseff ainda quer ser conhecida como "defensora dos Direitos Humanos" no mundo. Será que ela considera o seu povo como humano?Depois dela ter acusado a lei iraniana de ser cruel e retrógrada, como poderíamos chamar a lei brasileira?...
Lembre-se leitor, você está participando e assistindo um momento histórico em nosso país. O processo de "emburrecimento" e alienação do povo brasileiro. Cabe a você decidir se quer participar ativamente contra ou a favor do fluxo, ou se prefere tomar uma atitude passiva como espectador e esperar a derrocada de nossa cultura e educação. A decisão e a responsabilidade acima de tudo é totalmente sua. Pense nisso...

Um comentário:

  1. Fico indignada, mesmo!

    Tantos meios de informação para investigar o passado político dos candidatos, e o povo só sabe votar nos mesmos!
    Parece arbitrário, mas sou a favor de proibir pesquisar eleitorais na TV... a grande maioria só vota em quem tá ganhando nas pesquisas, e ainda acham que votar no que "está perdendo", é desperdiçar voto!

    E os que votam em Tiriricas e Mulheres-Melão como voto de protesto?! Uma coisa descabida!

    Menos de 30 anos, nossos pais estavam lutando e brigando pra ter o direito de Escolha e o povo vota errado de propósito, enche a boca pra dizer que o voto deveria ser facultativo... eu acho que é que nem pagar imposto, obrigação e pronto. Enquanto isso, o mundo árabe tá saindo as ruas em busca desse poder de escolha!

    ResponderExcluir