domingo, 22 de maio de 2011

A Moda Feminista no Brasil

Dilma Rousseff - Presidente do Brasil
Não é novidade para nenhum de nós brasileiros, o quanto o movimento feminista cresceu em nosso país desde a eleição da atual Presidente Dilma Rousseff. A Bombril por exemplo, uma empresa de produtos de limpeza, chegou a criar o site da Associação das Mulheres Evoluídas. O que neste contexto vem a ser uma mulher evoluída? Seria a mulher ter direito a voto? A ocupar posições de liderança no mercado de trabalho ou na política? Enfim... considera-se isso uma evolução? Talvez o seja para o Ocidente, mas não para a sociedade islâmica.
Esta afirmação tão categórica talvez o espante bastante, mas basta pesquisar para descobrir o contraste do papel que a mulher desempenhava na cultura ocidental de base judaica-cristã para o da mulher muçulmana. Vejamos:
No ocidente a mulher só teve direito a voto a partir do século XX. No meio islâmico esse direito já é lhe assegurado desde o século VII: "A mulher tem o o direito de opinar nas questões do Estado quando a decisão interferir em sua vida, tal como ocorreu no período do governo do Califa Omar Ibn Al Khatab, que anunciou dentro da mesquita sua intenção de estipular um limite para o Mahr ( o presente de casamento que é dado à noiva pelo noivo). No mesmo instante levantou-se uma mulher, que não se intimidou por estar contestando o chefe de Estado já que estava defendendo seu direito. Ela disse que nem o Alcorão nem o Profeta Muhammad (S.A.S.) através da Sunnah haviam posto qualquer limite, e esse era um direito garantido pelo Islam às mulheres. No mesmo instante, Omar disse: 'Acertou a mulher e errou Omar'. E voltou atrás em sua resolução".
Se isso tivesse ocorrido em uma congregação cristã a mulher seria obrigada a ficar calada e a acatar a decisão tomada, pois na Bíblia encontramos Paulo de Tarso a escrever: "Como acontece em todas as Igrejas dos santos, estejam caladas as mulheres nas assembléias, pois não lhes é permitido tomar a palavra. Devem ficar submissas, como diz também a Lei. Se desejam instruir-se sobre algum ponto, interroguem os maridos em casa; não é conveniente que a mulher fale nas assembléias." (1Cor.14:33-35). E também: "Durante a instrução a mulher conserve o silêncio, com toda submissão. Não permito que a mulher ensine, ou domine o homem. Que conserve pois o silêncio. Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. E não foi Adão que foi seduzido, mas a mulher, que seduzida, caiu em transgressão. Entretanto, ela será salva pela sua maternidade, desde que, com modéstia, permaneça na fé, no amor e na santidade". (1Tm.2:11-15). Logo vemos que  com isso, de acordo não com a opinião do Islam, mas da própria Bíblia, mulheres que exercem cargos de destaque iguais aos dos homens seja na igreja como pastora ou em outras funções isso seria uma aberração. No entanto vejamos qual a posição da mulher no Islam:
Ayshah Bint Abi Bakr - Foi esposa do Profeta Muhammad (S.A.S.), foi uma grande erudita, versada em Alcorão e na Sunnah (Tradição) do Nabi (Profeta) (S.A.S.), tendo muitas vezes desempenhado também a função de juíza.
Universidade de Karueein no Marrocos
Fatimah Al Fihria - Fundou em 859 d.C. a universidade mais antiga do mundo, conhecida como Karueein na cidade de Fez, no Marrocos.
Samira Ibrahim Islam - Samira foi nomeada como uma ilustre cientista do mundo no ano de 2000 pela UNESCO. Ela obteve vários cargos de liderança em seu próprio país, bem como postos diplomáticos internacionais como na Organização Mundial da Saúde - OMS. Samira Ibrahim Islam também tem sido uma figura chave na construção da infra-estrutura acadêmica, que teve início nos anos 70, para apoiar mulheres que estudam ciências no ensino superior, na Arábia Saudita.

Nereide Aisha M Vallido
Enfim... o Profeta Muhammad (S.A.S.) disse: "É obrigação de todo muçulmano buscar o conhecimento". E ainda hoje isso continua a ser uma verdade. No Brasil por exemplo temos diversas irmãs que possuem nível superior. Um exemplo mais atual é o da irmã Nereide Aisha M. Vallido, que se formou no curso de Licenciatura Português - Inglês pela Unicid em São Paulo, Capital, e hoje se encontra fazendo pós graduação em Tradutor Intérprete Português - Inglês, como também estudando árabe no Centro Cultural Sírio Libanês; sem que a religião tenha sido obstáculo para qualquer um de seus objetivos.
Seja como for o Islam sempre encontrará aqueles que estarão prontos a apontar o dedo em sua direção como acusadores, mas seus pseudo-juízes obviamente não se dão ao trabalho de pesquisar, e se o fazem omitem a verdade de um público que também não se interessa em confirmar tais informações, e com isso passa a viver num ciclo vicioso e crescente de ignorância.

2 comentários:

  1. Muito bom esse post!


    Ainda bem que os tempos mudam, se não, as ocidentais estariam perdidas.

    ResponderExcluir
  2. Eu agradeço por você ter feito essa pagina, que tanto me ajudou na noite de hoje.
    Estou conhecendo o islamismo, me aprofundando quero conhecer, tenho sede em aprender. Eu vivo em Blumenau SC, tenho alguns amigos,essas amizades, que fiz através de uma amiga que vive em Dubai, mas na cidade, eu encontro dificuldade, pois não tem nenhuma comunidade muçulmana aqui.
    Um abraço que allah esteja conosco

    ResponderExcluir