terça-feira, 2 de agosto de 2011

E Agora Obama?

Na semana passada o presidente americano, Barack Obama fez uma série de pronunciamentos sobre a crise financeira em que os Estados Unidos da América se encontram. Nestes discursos a tática foi sempre jogar o povo contra os senadores para que o limite da dívida fosse aumentado.
Em seu desespero Obama enviou tantas mensagens no Twitter a esse respeito que perdeu mais de 36.000 seguidores. Vale lembrar que ele é a terceira pessoa com mais seguidores no mundo nesta rede social.
E mediante tudo isso ficamos com uma dúvida: E onde foi parar o velho jargão de Obama: "Sim, nós podemos"?
Em sua luta por manter a sua popularidade que vem caindo assustadoramente não só em seu país mas em todo o mundo, Obama fez um discurso para congratular nós muçulmanos pela entrada do mês de Ramadan. O interessante e já esperado é que em todo o momento Obama chamou atenção para a fome na África, tirando mais uma vez "o olofote" dos Estados Unidos. e nesse mesmo discurso disse a chave de ouro: "Momentos como estes (o Ramadan) nos lembram a lição de todas as grandes religiões, incluindo o Islam: que façamos aos demais o que gostaríamos que fizessem a nós."
Iraquiano desarmado e soldado americano
Ora, de acordo com o presidente então deveríamos financiar guerras contra os U.S.A e invadi-lo? Porque é exatamente o que o Nobel da Paz, Barack Obama tem feito, prometendo centenas de vezes desde que assumiu a presidência, de que retiraria suas tropas do Iraque, Afeganistão, mas o que vemos é exatamente o oposto. São soldados e mais soldados enviados para esses locais. E quem não se lembra de Guantânamo, Abu Ghraibe das denúncias de violência e tortura provocada por esses soldados na maioria das vezes a civis inocentes? Tudo isso para não falar do apoio financeiro concedido a Israel na opressão e no terror contra os palestinos, diante do qual o mundo e as grandes nações se calam. Todos deveriam mesmo Sr. Obama seguir o seu conselho e fazer aos Estados Unidos e Israel o mesmo que ambos os Estados terroristas fazem aos demais, porém colocando sempre todas as desgraças na conta dos muçulmanos?
Eis aí caros leitores o porque de tamanha crise em terras americanas! O financiamento da guerra. A crise findará quando as tropas forem retiradas de tais países e o financiamento ao arbitrário Estado de Israel for cortado. Até lá os primeiros a pagarem essa conta em termos monetários serão os próprios americanos, e depois a população mundial devido a globalização.
Até quando veremos tais farsantes ocupando altos postos no governo e tentando enganar toda a humanidade? Até quando nos colocaremos em papéis de meros observadores sem fazemos coisa alguma? Disse o Profeta Muhammad (S.A.S.): "Quem dentre vocês ver uma má ação; que a mude com sua mão, se não puder, com sua língua, e se não puder, em seu coração; e esta é a forma mais fraca de fé." E é exatamente isso que nós do A Nova Cruzada temos por missão, e insh'Allah (Se Deus quiser) obteremos êxito, mostrando a verdade sem as belas máscaras que a mídia tendenciosa e sionista apresenta iludindo o povo.

Leia também: E.U.A. e Seu Altruísmo Terrorista

Um comentário: