sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

A Patética Hipocrisia Americana

Gostaríamos de iniciar essa matéria pedindo desculpas pela figura ao lado, mas se a colocamos foi porque não sabíamos de que país era tal bandeira e pelo fato de desconhecê-la achamos por bem mostrá-la queimando.
Essa foi a desculpa do presidente americano Barack Obama, prêmio nobel da paz, a respeito do fato de soldados americanos da OTAN terem queimado exemplares do Sagrado Alcorão. A alegação patética de tal presidente foi que o soldado em questão desconhecia que livro era aquele e como não conseguia ler, por isso o queimou. Ora leitor sabemos que os EUA já foram melhores em suas milhares de mentiras pela história. Agora estão contando histórias para crianças de 5 anos? Histórias "pra boi dormir" como diz o nosso ditado popular?
Não é de hoje que sabemos que os EUA de democrático não tem absolutamente nada, assim como seu aliado Israel. Ambos são países que matam seus opositores (incluindo civis: mulheres, crianças e idosos) indiscriminadamente e até mesmo por esporte como já apresentamos na matéria "EUA e Seu 'Altruísmo Terrorista'" 
O mais interessante de tudo isso é que o mesmo diz realizar uma verdadeira campanha contra o terror, quando na verdade ele próprio é o terror.
Ora leitor, basta vermos que com a desculpa de acabar com o terror como uma espécie de vingança pelo atentado (criado pelo próprio governo americano como citamos em "Mais um 11 de Setembro...") os militares do Tio Sam mataram ainda mais civis iraquianos e afegãos do que as suas vítimas no World Trade Center.
E quem não se lembra da famosa Al Qaida, que só passou a existir desde o tal 11 de setembro? E de lá para cá os EUA querem fazer crer que qualquer muçulmano, qualquer mesquita é um braço de tal organização. O que nos intriga é: Como uma organização terrorista se transformou em uma rede tão poderosa e está presente hoje em quase todos os países do mundo, tendo mais quartéis generais que pontos de venda da Coca-Cola ou do Mc Donald's? A resposta é simples: basta um contador de causos da Casa Branca ir à mídia que os mais tolos acreditam.
Todo muçulmano é terrorista como diz EUA e Israel, mas quantos muçulmanos você leitor já viu na mídia queimando a Bíblia? Nunca faremos isso, assim como qualquer muçulmano coerente com o Islam, uma vez que (embora hoje esteja corrompida) foi originalmente revelada por Deus. E ainda que não o fosse, não podemos violar o que para outras religiões é sagrado.
Mas hoje fica a pergunta: Até quando os EUA vai insistir com historinhas infantis como a queima do Sagrado Alcorão por desconhecimento e a morte de Osama Bin Laden sem enterro, sem fotos,sem nada que documente a respeito?
Sr. Barack Obama, o governo de seu país já foi melhor que isso em mentiras e o senhor ou está mal assessorado ou já foram tantas mentiras ao longo da história que "acabou o estoque" de criatividade. Afinal... que patético. Que vergonhoso.
Dou graças a Deus de não ter nascido nesta terra, porque senão onde fosse teria vergonha de dizer que sou americano. Imagine: como diria: sou da terra daqueles que armaram contra o Vietnam, da terra da Ku Klux Klan, da terra que proclama a liberdade mas mantém hipocritamente a prisão de Guantánamo. Não, não teria estômago.
O povo americano é inocente de tais arbitrariedades, e em seu meio exitem ótimas pessoas, mas infelizmente têm que viver sob o comando de um governo mentiroso, déspota e hipócrita. 
E sabemos que toda essa campanha contra o Islam não é por motivação religiosa, mas política, afinal se o povo tomar consciência do sistema de governo islâmico chamado "Califado", quem desejará se submeter a esse sistema capitalista e anti democrata?
É presidente... o Brasil tem vários problemas, mas pensando bem...
Graças a Deus que não me fez nascer Norte Americano sob um governo como os dos EUA. E sim, graças a Deus, eu e 1/4 da população mundial somos muçulmanos.

Um comentário: