segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Os 7 Livros Bíblicos: Quem Tirou? Quem Colocou?

Bíblia impressa por Gutemberg
É muito comum quando dialogamos com um cristão, em especial de linha neopentecostal, se puxarmos de nossa bolsa uma Bíblia Católica, o mesmo dizer que não aceita tal versão, pois a mesma foi adulterada. Ora!  Existe então mais de uma "Palavra de Deus"? Será que a sua versão protestante não sofreu alterações? Então se pedirmos que respalde seu argumento, normalmente a primeira coisa que ouviremos é que a Bíblia Católica tem sete livros a mais. Será?
Pergunto então ao meu interlocutor, e costumo ouvir que são os "sete livros apócrifos", que não foram inspirados por Deus: Tobias, Judite, Sabedoria, Eclesiástico, 1 Macabeus, 2 Macabeus e Baruque. Paremos aqui então e nos perguntemos: Será que quem decidiu que esses livros não possuíam inspiração divina, estava divinamente inspirado? Não creio. Além disso, esses livros são apócrifos apenas para o Protestantismo, pois na verdade são livros "Históricos".
Agora quem os colocou ou quem os retirou da Bíblia?
É sabido por todos que a imprensa tipográfica foi inventada por Yohannes Gutemberg no ano de 1450 d.C., tendo a Bíblia como o seu primeiro impresso. E nela... adivinhe! Estavam presentes os sete livros. Todavia, Martin Lutero, o reformador cristão só fez a reforma em 1520 d.C. Ou seja, 70 anos depois. E eis que os tão afamados e difamados livros não estavam mais lá. Ora, como então a Igreja Católica, mãe do Cristianismo institucionalizado pode ter inserido os livros? Fica claro então que não foi o Catolicismo que acrescentou tais livros, mas o protestantismo que os retirou. 

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Uma Breve Reflexão Sobre Tolerância


No dia 21 de janeiro passado tivemos um evento realizado na Cinelândia, no Centro do Rio de Janeiro em comemoração ao Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, nele compareceram representantes: do Islam, Catolicismo, Umbanda, Candomblé, Ciganos, Wicca, Fé Baha'i, Budismo, Indígenas, dentre outros, além de autoridades da sociedade civil. No entanto de acordo com a jornalista Ana Paula Xavier da TV Brasil, os Evangélicos não quiseram participar do debate, segundo o teólogo evangélico Leonardo Mariano, porque dentro do estudo da Teologia existem duas disciplinas chamadas Apologética Cristã e Heresiologia que trazem uma visão de combate à outras religiões. Disse ele: "Então quando nós estudamos, no seminário de Teologia, sobre outras religiões, nós estudamos para combatê-las."
É interessante notar que este tipo de visão gera cada vez mais intolerância, ou seja, o oposto do que o Profeta Jesus (A.S.) ensinou. Esse entendimento de que combate é responsável pelo tipo de atitude que poderemos ver nos vídeos abaixo:






Após este último vídeo, vejamos o que o líder do movimento "Geração Jesus Cristo", Sr. Tupirani canta irônicamente com relação aos muçulmanos:



Agora paremos para pensar: A palavra "Apologética", que dá nome à uma das matérias estudadas em Teologia Cristã vem da palavra grega "Apologia" que significa defesa. O que nos estranha é como tais grupos conseguiram levá-la para o seu extremo oposto, ou seja, para o ataque.
É interessante notar que TOLERÂNCIA não é concordarmos com o outro, até porque se assim fosse, seríamos da mesma religião de nosso interlocutor. Ser tolerante passa por compreendermos que temos pontos de vistas diferentes, crenças diferentes, mas respeitarmos o direito dado por Deus do livre arbítrio, direito esse que é comum a todas crenças teístas e inclusive ao ateísmo, pelo que vimos estudando até o presente momento.
Estranhamos ainda mais tais agressividades e intolerância quando lemos no Evangelho, presente no Novo Testamento cristão as seguintes palavras atribuídas ao Profeta Jesus (A.S.): 

"Não julgueis, para que não sejais julgados.
Porque com o juízo com que julgardes sereis julgados, e com a medida com que tiverdes medido vos hão de medir a vós.
E por que reparas tu no argueiro que está no olho do teu irmão, e não vês a trave que está no teu olho?
Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, estando uma trave no teu?
Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão". - 
Mateus 7:1-5

E ainda:

"Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas". - Mateus 7:12

Se tais "religiosos" dizem seguir a palavra de Jesus Cristo (A.S.), por que não a seguem integralmente?

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Bíblia Sim, Constituição Não?! Tem Certeza?!


Há alguns anos surgiu no Rio de Janeiro um movimento neopentecostal chamado "Geração Jesus Cristo", fundado pelo semianalfabeto e pseudo "Pastor" Tupirani. Sim, o mesmo que foi preso por ter cometido o CRIME  de intolerância religiosa após depredar um centro de Umbanda, e depois de sua prisão desacatou delegados, muçulmanos, umbandistas, homossexuais, e etc... Seu grupo, formado por pessoas que não sabemos se chamamos de seguidores, fiéis, comparsas ou cúmplices, agem principalmente através de redes sociais como Facebook e Twitter, enviando mensagens desrespeitosas para membros de outras religiões. Suas últimas vítimas foram os muçulmanos.
Tal movimento é responsável por uma campanha intitulada "Bíblia Sim, Constituição Não!". A proposta desta campanha, é a desobediência total às leis do país, para tornar a Bíblia a sua constituição, talvez como uma forma de preparo para a volta de Jesus, que segundo o tal "pastor" visionário, retornará no século XXI. E isso para nós é espantoso, visto que Tupirani se coloca em pé de igualdade com o Deus Criador do universo, pois é justamente em seu livro sagrado que lemos:

"Daquele dia e hora, ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas só o Pai". (Mt.24:36); "Quanto à data e à hora, ninguém sabe, nem os anjos no céu, nem o Filho, somente o Pai". (Mc.13:32) 

Se nem Jesus (A.S.), nem os anjos sabem, seria o Tupirani a saber?

A Bíblia Como Constituição

Vejamos agora como seria se a Bíblia passasse a ser a Constituição do Brasil:
De acordo com a Constituição Bíblica Brasileira - CBB o Estatuto da Infância e da Adolescência teria em seus artigos as seguintes passagens:

"Quando alguém tiver um filho contumaz e rebelde, que não obedecer à voz de seu pai e à voz de sua mãe, e, castigando-o eles, lhes não der ouvidos,

Então seu pai e sua mãe pegarão nele, e o levarão aos anciãos da sua cidade, e à porta do seu lugar;
E dirão aos anciãos da cidade: Este nosso filho é rebelde e contumaz, não dá ouvidos à nossa voz; é um comilão e um beberrão.
Então todos os homens da sua cidade o apedrejarão, até que morra; e tirarás o mal do meio de ti, e todo o Israel ouvirá e temerá." -  Deuteronômio 21:18-21


"Feliz aquele que pegar os seus filhos e os despedaçar contra a rocha!" - Salmos 137:9

"Não evite disciplinar a criança; se você a castigar com a vara, ela não morrerá.
Castigue-a, você mesmo, com a vara, e assim a livrará da sepultura." - Provérbios 23:13-14

A Bíblia apóia o porte de armas
Agora vejamos se a hipotética Constituição Bíblica Brasileira - CBB apóia o porte de armas:

"Mas agora, se vocês têm bolsa, levem-na, e também o saco de viagem; e se não têm espada, vendam a sua capa e comprem uma." 
Lucas 22:36

"Os discípulos disseram: "Vê, Senhor, aqui estão duas espadas". "É o suficiente! ", respondeu ele." - Lucas 22:38

Estes são apenas alguns dos poucos exemplos que pusemos aqui apenas para ilustrar, porém poderíamos tecer uma longa lista de leis às quais muitos cristãos são contra, mas que se a Bíblia viesse a se tornar hoje a Constituição do país, deveriam ser aplicadas. Ou querem seguir apenas o que lhes convém? Se creem que ela na íntegra é a Palavra de Deus, não deveria também ser vivida do mesmo modo em todos os setores da vida?
Ocorre porém que nos dias atuais a Bíblia tem servido apenas como uma peça decorativa sob os braços daqueles que dizem segui-la. Porém como seguir um livro que não se lê? E se é lido, não é estudado. Qual a sua utilidade então? Criar tribunais de uma nova inquisição promovidos pela ignorância?
Por isso concordamos abertamente com a passagem do livro de Oséias: 

"O meu povo está sendo destruído, porque lhe falta o conhecimento. Porquanto rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos." - Oséias 4:6

Vimos com tudo isso que Tupirani tem por jogo de marketing pessoal para se autopromover, se fazer de vítima e de mártir, o que diga-se de passagem está bem longe de o ser. No máximo deve sofrer as consequências de seus próprios atos levianos, e voltar para o lugar de onde nunca deveria ter saído...

"Pastor" Tupirani na cadeia

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

E Quem Acredita...?




“Um país que esconde algo é porque tem medo de ser apanhado”.
George W. Bush – Presidente dos E.U.A

Se há algo que nós do A Nova Cruzada concordamos com o ex-presidente americano George W. Bush é a frase acima, e esconder algo é a maior especialidade do governo dos E.U.A.. Afinal, se Bin Laden morreu em maio de 2011 como querem fazer crer, onde está o corpo, visto que este é a prova do óbito? Foi lançado ao mar após como alegaram os militares americanos, ter sido cumprido fielmente os ritos fúnebres. Ora! Que fidelidade é essa se o corpo, a mortalha, a oração fúnebre e o ENTERRO devem ser feitos por muçulmanos?
O fato é que no site do Yahoo esta semana encontramos a notícia de que 20 dos soldados envolvidos na operação de captura e morte de Osama Bin Laden também estão misteriosamente mortos, ou por suicídio ou por combate. Dentre os que foram “suicidados”, está Job Price de 42 anos, comandante da operação.
Sabendo do passado tão tenebroso como belicoso dos E.U.A. pela história a fora, e queima de arquivo é o mais comum nesses casos... Eu pergunto... “E quem acredita...?”