terça-feira, 12 de março de 2013

O Nome Religioso em Pauta

Simão, discípulo de Jesus (A.S.) mais tarde chamado "Pedro"
Esta semana soubemos por intermédio de um irmão muçulmano que uma conhecida sua - uma senhora neopentecostal - criticou os muçulmanos que adotam nomes islâmicos. Dentre suas críticas la afirmava que tal prática era ridícula, desnecessária, e que quem o fazia é porque queria passar por alguma coisa que não era. Talvez árabe.
É provável que esta senhora não tenha atentado que no seu próprio livro sagrado, que é sem dúvida o mais vendido, mas o menos lido e menos ainda estudado, existem diversos casos de pessoas que receberam nomes espirituais, ou religiosos.
Vejamos alguns exemplos:

Abraão

"E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas Abraão será o teu nome; porque por pai de muitas nações te tenho posto;" - (Gênesis 17:5).

Sara

"Disse Deus mais a Abraão: A Sarai tua mulher não chamarás mais pelo nome de Sarai, mas Sara será o seu nome." - (Gênesis 17:15).

Jacó

"Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens, e prevaleceste." - (Gênesis 32:28)

Pedro

"A Simão, a quem pôs o nome de Pedro," - (Marcos 3:16)

Paulo

"Todavia Saulo, que também se chama Paulo, cheio do Espírito Santo, e fixando os olhos nele,
Disse: O filho do diabo, cheio de todo o engano e de toda a malícia, inimigo de toda a justiça, não cessarás de perturbar os retos caminhos do Senhor?" - (Atos 13:9-10).

Podemos dizer que tais pessoas foram ridículas ou adotaram desnecessariamente estes nomes?
Todo etnocentrismo se deve ao fato de sequer tentar entender o que se desconhece, mas acima de tudo a falta de estudo de seu próprio livro sagrado a saber: a Bíblia. No entanto Deus adverte na própria Bíblia fortemente quanto a isso quando diz: 

"O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos." - (Oséias 4:6).

Pense nisso...

Nenhum comentário:

Postar um comentário